Josh Barnett estreia no Bellator MMA em 20 de dezembro no Havaí

Josh Barnett é um lutador amado pelo público japonês que acompanha MMA e um dos poucos remanescentes da época do PRIDE ainda em atividade. O norte-americano foi escalado para liderar o ‘card’ do Bellator MMA nesse retorno da franquia ao Havaí, em evento promovido para homenagear as Forças Armadas dos EUA, juntamente com seus amigos e familiares. O show terá lugar na Arena Neal S. Blaisdell, em Honolulu, na sexta-feira, 20 de dezembro.

Esta será a estréia do ex-campeão dos pesos pesados do UFC na organização de propriedade da Viacom em ‘card’ promovido em parceria com a USO e que marcará o segundo evento anual do Bellator : “Salute the Troops”.

Segundo os fãs ‘Hardcore’ de MMA, no entanto, o problema desses eventos para as tropas ( com todo respeito aos que delas fazem parte ) é que os mesmos tem mais tempo de “saudações” que de luta. Ainda segundo os mesmos, o intervalo entre os combates é absurdamente demorado, o que deixa o evento cansativo de se acompanhar.

Curiosamente, o show faz parte de um fim de semana com dois eventos do Bellator MMA incluídos na semana da luta para eventos especiais no Havaí, o quinquagésimo e último dos estados representados na bandeira americana.

Josh também não é um estranho para a dedicada base de fãs de MMA no Havaí, já que ele lutou pela promoção regional havaiana chamada Superbrawl em 1999 e 2000, onde venceu o também lendário Dan Severn, entre outros.

Um dos principais pesos pesados de todos os tempos, Barnett estará fazendo o seu retorno às competições de MMA, modalidade que não lutava desde o seu duelo contra Andrey Arlovsky no UFC em setembro de 2016. De lá para cá, ele permaneceu ativo no campo dos esportes de combate, competindo em eventos de Submission, promovendo e se apresentando em seus próprios eventos de Luta Livre ( que é como o Telecatch é conhecido em São Paulo ) e trabalhando como comentarista do New Japan Pro Wrestling.

Barnett acumula um registro no MMA de 35 vitórias e 8 derrotas em participações em eventos do porte do Strikeforce, Pride, UFC, K-1, Pancrase e Affliction, onde acumulou vitórias sobre atletas do porte do já citado Dan Severn ( 2x ), Semmy Schilt ( 2x ), Randy Couture, Mark Hunt, Antônio Rodrigo Nogueira, Pedro Rizzo, Sergei Kharitonov, Frank Mir, Roy Nelson e Andrei Arlovski.

Seu adversário na luta principal do evento de 20 de dezembro será o brasileiro Ronny Markes. Vindo de Natal-RN e lutando profissionalmente desde 2007, Ronny se juntará ao Bellator MMA após 26 lutas pelo mundo, incluindo três vitórias no UFC.

Markes contabiliza um cartel com 19 vitórias e 7 derrotas no MMA e vem de uma vitória por nocaute técnico sobre Sigi Pesaleli na “PFL” em junho de 2019 e agora poderá adicionar um outro lutador de renome à sua lista de adversários, uma lista que inclui nomes como Yoel Romero, Thiago Santos, Aaron Simpson e Paulo Filho.

Uma curiosidade é que o potiguar que competia na categoria 83kg já lutou de 93kg em suas últimas lutas, mas agora especula-se que ele poderá até mesmo estar acima dos 100kg.

Já no dia seguinte, 21 de dezembro ( sábado ), a luta Ilima-Lei Macfarlane ( EUA ) vs Kate Jackson ( Reino Unido ) encabeçará o “Bellator HAWAI’I”, no mesmo local.

Mas e você, caro leitor ?
Como acha que será a estréia de Josh Barnett no Bellator MMA ? Você está surpreso com a escolha do oponente para a sua estréia na promoção ?
De uma coisa nós temos certeza … Alguém será amassado.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 07/11/2019

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.