Lutadora de Kung Fu à um passo de disputar título de MMA no ONE Championship

O ONE Championship mais uma vez promoveu uma noite memorável no Istora Senayan, na movimentada capital da Indonésia, Jacarta. O show batizado de “ONE: Dawn Of Valor” viu o melhor do talento global nas artes marciais mistas que mostraram suas habilidades dentro do ‘cage’ do ONE.

15 países estiveram representados no “ONE: Dawn of Valor”, entre estes Indonésia, Mianmar, Argentina, Austrália, Brasil, China, Japão, Quirguistão, Holanda, Nova Zelândia, Filipinas, Suécia, Tajiquistão, Timor Leste e Estados Unidos.

Um dos destaques daquela sexta-feira, 25 de Outubro, foi a lutadora de Kung Fu e estrela local do MMA, Priscilla Hertati Lumban Gaol ( 7-4-0 ), uma entre os 10 lutadores que representaram a Indonésia.
Priscilla já mostrava confiança antes da sua luta com a representante do Boxe, Bozhena “Toto” Antoniyar ( 3-2-0 ), natural de Mianmar e que treina MMA em Bali :

-“Ela representou seu país internacionalmente, e isso não é pouca coisa. Sua maior força reside em seus socos; Afinal, ela é uma lutadora de classe mundial. A vitória de Bozhena por nocaute em sua luta de estréia no MMA é algo para se ter cuidado. Eu não consigo relaxar nem por uma fração de segundo, porque ela pode me acertar a qualquer momento. Meu Wushu é muito confiável, e acredito que posso me manter, então ela também precisa tomar cuidado. Também estou trabalhando em minhas outras habilidades, por isso terei opções em todas as situações para obter a vitória. Meu ‘camp’ de treinamento me preparou para qualquer coisa que ela jogue em meu caminho.”-disse Priscilla, antes de fazer a sua 11ª aparição no ONE Championship.

A luta foi classificada pela mídia especializada em MMA como um duelo do Kung Fu versus o Boxe.

Ao longo dos três rounds, Lumban Gaol ( 31 anos, 1,55 cm e 52.2 Kg ) procurou desferir alguns golpes de Wushu contra as combinações de socos rápidos da campeã nacional de boxe de Mianmar. A “trocação” de golpes entre as duas foi equilibrada, mas quando a luta foi para o solo, Lumban Gaol mostrou-se superior. Ela controlou Antoniyar no chão e causou mais danos durante todo o período. No final, Lumban Gaol acabou vencendo por decisão unânime de todos os três juízes.

A vitória deixou a já campeã mundial de Wushu à um passo de disputar o título de campeã mundial também no MMA em luta que será válida pela categoria peso átomo do ONE Championship.

-“Dou graças a Deus por essa vitória. Não é fácil, mas minha determinação em continuar é para que a Indonésia tenha uma campeã mundial de MMA. Ainda não sei quando será a próxima luta. Só sei que treino de acordo com o que o meu técnico mandar e sigo à risca o programa traçado por ele. Se for convocada para a luta agora, estarei pronta.”-disse “Thathie” ( como também é conhecida ), após a luta.

Se for mesmo convidada para disputar o título de campeão mundial, a oponente de “Thathie” será a lutadora de Cingapura, Angela Lee.
No entanto, a realização do confronto ainda depende de uma decisão administrativa dos dirigentes do ONE Championship.

Em outra das atrações da noite, o brasileiro John Lineker ( 32-9 ), um veterano do UFC, debutou triunfantemente no ONE Championship, derrotando o durão Tajik Muin Gafurov ( 16-3 ) por decisão unânime.

Enquanto isso, Mark Abelardo ( 19-6 ) – um destaque das Filipinas – conquistava a 19ª vitória de sua carreira profissional no MMA, ultrapassando o chinês Ayideng Jumayi ( 17-6-1 ) nos quesitos de ataque e domínio de luta ao longo de três rounds para obter uma vantagem clara, e consequentemente, uma vitória por decisão unânime.

No ‘co-main event’ ( evento co-principal ) do ONE: ‘Dawn Of Valor’ houve uma luta de Kickboxing em que o astro holandês, Regian Eersel, defendeu com sucesso seu cinturão dos leves diante do seu compatriota, Nieky Holzken.

Para finalizar o ‘card’ deste ONE: ‘Dawn Of Valor’, tivemos como atração principal ( ou ‘main event’, se preferir ), uma luta em que o lutador do Quirguistão, Kiamrian Abbasov, tornou-se o primeiro atleta do seu país à conquistar um título de MMA na promoção. Abbasov, natural de Bishkek, venceu o campeão sueco, Zebaztian Kadestam, por decisão dos juízes e arrebatou o cinturão dos meio médios do ONE Championship.
Abbasov melhorou assim o seu ‘record’ para 22-4, enquanto o ex-campeão caiu para 12-5.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/10/2019

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.