Resultados e destaques do Deep Jewels 26 que aconteceu na terça-feira em Tóquio

Na terça-feira, 22 de outubro, o Deep Jewels retornou ao Korakuen Hall, em Tóquio, para a sua 26ª edição.

No ‘main event’ ( evento principal ) do show, a campeã do peso átomo, Tomo Maesawa, colocou seu cinturão em jogo contra a veterana Emi Tomimatsu, sua rival de longa data.

Maezawa, uma atleta de 31 anos de Aomori, no Japão, praticou Judô do ensino médio à universidade, até estrear no MMA no show “JEWELS: 21st Ring” em 2012.
Já Tomimatsu começou à praticar Jiu-Jítsu após se aposentar do wrestling profissional ( telecatch ) e estreou como profissional de MMA em outubro de 2006 no Shooto.

Apesar do histórico de ambas no “grappling”, a luta teve bons momentos de “trocação”, tanto em pé quanto no chão.
Maesawa foi testada durante três rounds por sua compatriota e teve que mostrar a coragem e a determinação de uma verdadeira campeã após um início em que levou desvantagem.
Mas ao final do tempo estipulado, Maesawa acabou vencendo por decisão dos juízes com as pontuações de 30-27, 30-27 e 29-28. Com a vitória, ela melhorou seu recorde profissional no MMA para 13-10. Enquanto isso, Tomimatsu caiu para 15-15.

No ‘co-main event’ ( evento co-principal ) do Deep Jewels 26, a veterana do UFC Rin Nakai ( 22-2-1 ) conquistou seu sexto título consecutivo ao encaixar uma finalização ( arm-lock ) em Titapa Junsookplung ( 0-1 ) ainda no primeiro round.
Nakai não estava originalmente programada para lutar nesse ‘card’, mas optou por aceitar o confronto em um prazo de 24 horas ( sob os termos de uma luta de contrato até 63 kg ) e obteve uma vitória impressionante.
Ela entrou na competição como substituta de Reina Miura, que não bateu o peso e era a adversária inicial da lutadora que representa o Ginásio Tarnthong, da Tailândia.

Após a luta, “King” Reina Miura entrou no ‘cage’ e pediu desculpas aos fãs :
-“Desta vez, estava acima do peso e lamento muito … Obrigada por seu apoio. Eu realmente sinto muito.”- disse, em lágrimas.

Outro destaque do evento foi a atleta originária do Judô, Kana Watanabe, ( 8-0-1 ) que também teve pouco trabalho com a sul-coreana Hee Eun Kang ( 0-1 ) – uma lutadora que trocou o boxe profissional pelo MMA – terminando a sua luta em menos de dois minutos com um mata-leão.

Após a luta, Watanabe apelou para uma nova luta na véspera de Ano Novo, dizendo:

-“Eu estava mais nervosa do que o normal pela primeira vez em meio ano, mas fiquei feliz em vencer. Como esta é a primeira luta desde abril, farei o possível para repetir o que fiz neste semestre : vencer.”-comentou Watanabe, vice-campeã do Asian Open de 2016 e vice-campeã do European Club, títulos que conquistou no Judô antes de migrar definitivamente para o MMA.

Após estrear profissionalmente no MMA durante o Deep Jewels 18 ( em 2 de dezembro de 2017 ), Watanabe participou de um evento do RIZIN realizado apenas 26 dias depois. Ela voltou à vencer pela franquia de Nobuyuki Sakakibara ( em 2018 e 2019 ), portanto não é de se estranhar que a atleta de 31 anos de Tóquio esteja empolgada para competir novamente sob a bandeira do RIZIN no show da véspera de Ano Novo.

Os resultados completos do “Deep Jewels 26”, incluem:

Deep Jewels 26
22 de outubro de 2019
Korakuen Hall
Tóquio, Japão

Tomo Maesawa venceu Emi Tomimatsu por decisão unânime – pelo título do peso átomo
Rin Nakai venceu Titapa Junsookplung por finalização ( arm-lock ) aos 3:20 do primeiro round
Kana Watanabe venceu Hee Eun Kang por finalização ( mata-leão ) aos 1:48 do primeiro round
Suwanan Boonsorn venceu Yoon Ha Hong por finalização ( arm-lock ) aos 1:37 do primeiro round
Yukari Nabe venceu Kaewjai Prachumwong por nocaute técnico ( socos ) aos 3:15 do primeiro round
Jeong Eun Park venceu Emi Sato por nocaute técnico ( socos ) aos 2:36 do primeiro round
Mizuki Furuse venceu Pan Hui por decisão dividida
Otoha Nagao venceu Nanaka Kawamura por decisão unânime
Yasuko Tamada venceu Kotori Tamiya por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 23/10/2019