Membro de gangue mata 2 raivais ao lado a polícia de Kobe

Dois membros de uma gangue criminosa Yamaguchi-gumi foram mortos a tiros do lado de fora do escritório policial da ala Chuo por um membro de um grupo rival no dia 10 de outubro enquanto conversava com a polícia, de acordo com a delegacia de Ikuta.

Policiais no local prenderam Toshio Maruyama, 68 anos, por suspeita de tentativa de assassinato.

Maruyama é membro da Kodo-kai, uma organização rival do Yamaguchi-gumi, o maior grupo de crime organizado do Japão.

A polícia investiga a cena do crime na ala Chuo de Kobe. (Foto: Asahi / Toyokazu Kosugi)

A polícia da província de Hyogo atualizou a acusação de assassinato depois que os dois, pertencentes a Yamaken-gumi, uma quadrilha do Kobe Yamaguchi-gumi, foram confirmados mortos em um hospital.

As hostilidades aumentaram desde que Kobe Yamaguchi-gumi se separou de Yamaguchi-gumi em 2015.

Policiais estavam interrogando Maruyama, um nativo de Kagoshima, durante sua patrulha em torno do prédio de escritórios, quando de repente ele atirou nos dois homens quando eles se aproximaram dele, segundo a Delegacia de Ikuta.

A polícia confiscou duas armas que ele possuía.

Maruyama, aparentemente se passando por um escritor de revista com uma câmera e aparentemente esperando uma oportunidade de atacar, foi visto explorando a área cerca de quatro horas antes do incidente.

Com o líder número 2 de Yamaguchi-gumi, Kiyoshi Takayama, programado para deixar a prisão em breve, a polícia está aumentando a segurança com a preocupação de que a violência possa aumentar.

Fonte: Asahi

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.