Fumio Kishida concorrerá ao cargo de líder do PLD

O presidente do Conselho de Pesquisa em Políticas Liberais do PLD, Fumio Kishida, afirmou claramente que disputará a próxima corrida presidencial do partido no poder.

Kishida expressou sua determinação em uma entrevista à revista mensal Bungei Shunju, a ser publicada na quinta-feira.

Também inclui entrevistas com cinco outros candidatos em potencial na corrida partidária – ministro das Relações Exteriores Toshimitsu Motegi, ministro da Defesa Taro Kono, ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Katsunobu Kato, ex-ministro de Assuntos Internos e Comunicações Seiko Noda e ex-secretário-geral do PDL Shigeru Ishiba.

O atual e ultimo mandato de três anos do primeiro-ministro Shinzo Abe como presidente do PLD está previsto para terminar em setembro de 2021.

“Eu corro”, disse Kishida na entrevista. “Eu definitivamente gostaria de tentar depois que a era do primeiro-ministro Abe acabar”.

Questionado se ele espera que Abe transfira o poder para ele sem problemas, Kishida enfatizou que essa transferência é “institucionalmente impossível”, acrescentando: “Eu tenho que superar a corrida presidencial”.

Enquanto isso, Motegi disse: “É bastante concebível que o mandato de [Abe] como presidente do partido seja prorrogado por um ou dois anos, dependendo da situação política”, citando como exemplo o progresso nas negociações do Japão com a Rússia durante sua longa disputa pelos territórios do norte. .

Motegi também observou que muitos partidos políticos nos principais países não estabelecem um mandato para seus líderes.

Fonte: Jiji Press