Reutilização, reciclagem nos Jogos Olímpicos: atletas de Tóquio 2020 receberão camas recicladas

Primeiro, medalhas olímpicas feitas de dispositivos eletrônicos reciclados. Agora camas de papelão para atletas da Vila Olímpica.

Os esforços do Japão para tornar os Jogos de Tóquio 2020 uma vitrine de sustentabilidade não mostram sinais de desaceleração.

O Comitê Organizador de Tóquio dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020, em 24 de setembro, apresentou modelos de camas feitas de papel reciclável e outros materiais para os atletas olímpicos.

A Airweave Inc., fabricante de camas e colchões com sede em Tóquio, está fornecendo 18 mil camas de papelão para a Vila Olímpica em construção no distrito de Harumi, na ala Koto da capital.

Os colchões são feitos de materiais de polietileno que serão reutilizados para produtos plásticos após o evento.

“Estamos nos preparando para receber os atletas com camas e roupas de cama que os ajudarão a superar seus melhores desempenhos pessoais”, disse Motokuni Takaoka, presidente da empresa, parceira oficial da extravagância esportiva.

As camas de 210 cm de comprimento têm 90 cm de largura, 40 cm de altura e podem suportar pesos de até 200 kg.

Os colchões têm seções para apoiar os ombros, cintura e pernas. O nível de dureza varia nas camadas superior e inferior de cada uma das três seções dos colchões, para que os atletas possam ajustá-las de acordo com o tipo de corpo. Por exemplo, os nadadores podem querer suavizar as partes dos ombros.

“A cama incorpora o conceito por trás dos Jogos, de que devemos prestar atenção à sustentabilidade”, disse Takashi Kitajima, um oficial do comitê responsável pela vila.

Fonte: Asahi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.