Takanori Gomi quer lutar com Floyd Mayweather no Japão

Dando continuidade à ‘novela’ Floyd Mayweather no Japão, surgiram alguns relatos após a conferência de imprensa realizada com o boxeador de 42 anos em Tóquio, na última sexta-feira.

Mayweather havia dito na conferência imprensa :
-“Acho que poderemos realizar um evento de artes marciais no final do ano. Estamos conversando com o TMT JAPAN. ( O evento ) será realizado se a equipe concordar que há tempo hábil para a promoção do mesmo. Caso contrário, nós poderíamos fazer algo grande no início de 2020.”-comentou o pugilista campeão em cinco diferentes categorias de peso.

Contudo, contrariando os comentários do Sr. Kohei Tokuhiro ( CEO do TMT JAPAN ), os novos relatos apontam Makoto Doo, um ex-campeão mundial do K-1 World Max, como um possível adversário para Mayweather na luta de “exibição” do próximo ‘reveillon’.
Tokuhiro havia declarado anteriormente que “o provável adversário de Floyd não seria um lutador japonês”.

Quem aproveitou a deixa e não perdeu tempo em desafiar Floyd Mayweather para a próxima “mega-exibição” de artes marciais foi o ex-lutador do UFC e também ex- campeão dos leves do PRIDE, Takanori Gomi.

Neste domingo ( 15 de setembro ) pela manhã, Gomi postou em sua conta no Twitter que gostaria de lutar com Mayweather e fez um apelo para que a luta fosse realizada sob as regras do boxe. Ele exigiu ainda uma ‘penalidade de 500 milhões de ienes’ para cada chute desferido durante a luta.
Esta é a segunda vez que o lutador nascido em Kanagawa ( Japão ), ‘twittou’ este ano. Seria este um sinal de entusiasmo para fazer essa luta ?

O “the fireball kid” – como Gomi também é conhecido – estreou no MMA em 27 de novembro de 1998 na organização japonesa Shooto.
Ele também já lutou em shows do porte do Superbrawl, Sengoku, Mach Matsuri e Vale Tudo Japan, entre outras promoções de MMA.

A carreira de Gomi inclui ainda vitórias sobre os notáveis Marcus Aurelio, Seung Hwang Bang, Ralph Gracie, Mitsuhiro Ishida, Tatsuya Kawajiri, Duane Ludwig, Jens Pulver e Hayato ‘Mach’ Sakurai, entre outros.
Mas o lutador que já chegou a ser tido como ‘o melhor peso leve do mundo’ na década passada também colecionou derrotas diante de Myles Jury, Joe Lauzon, Jim Miller, Jon Tuck e Dong Hyun Ma.
Aliás, foi após essa série de cinco derrotas seguidas que o japonês foi liberado de seu contrato pelo UFC já em 2017.

Atualmente com 40 anos, Gomi tem alternado participações no “Deep Impact” e no RIZIN, onde fez a sua última luta – uma vitória sobre Melvin Guillard ( com socos ) – em julho do ano passado.
O cartel do lutador como profissional de MMA aponta um ‘record’ de 36-15-0, de acordo com o seu registro no site Tapology.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 15/09/2019

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.