Papa Francisco visitará a Tailândia e Japão em novembro

O papa Francisco visitará a Ásia em novembro e será o primeiro papa em quase quatro décadas a fazer uma viagem à Tailândia e ao Japão, disseram fontes do Vaticano.

O papa visitará a Tailândia de 20 a 23 de novembro e o Japão de 23 a 26 de novembro.

A viagem de Francis ao Japão o levará a Tóquio, bem como às duas cidades atingidas pelas bombas atômicas dos EUA no final da Segunda Guerra Mundial – Hiroshima e Nagasaki, afirmou nesta sexta-feira o secretário-geral do Japão, Yoshihide Suga.

A visita será a primeira viagem papal ao Japão desde 1981.

A parada na Tailândia coincidirá com o 350º aniversário da fundação da “Missão de Sião” pelo Papa Clemente IX para supervisionar missões em Siam, o antigo nome da Tailândia. O falecido Papa João Paulo visitou a Tailândia em 1984.

Os católicos são uma minoria minúscula na maioria da Tailândia budista, representando menos de 2% da população.

Ao anunciar a viagem à Tailândia, o arcebispo de Bangkok, Francis Xavier Kriengsak Kovitvanit, disse que o itinerário completo do papa será anunciado mais tarde.

A viagem papal asiática faz parte do esforço de Francisco para aumentar o diálogo com outras religiões, a fim de promover a paz mundial.

Atualmente, diz-se que cerca de 1% da população do Japão reivindica crença ou afiliação cristã.

O cristianismo foi trazido pela primeira vez ao Japão por missionários portugueses em 1549 e banido em 1614, desencadeando um período de perseguição sangrenta que forçou os fiéis a escolher entre o martírio ou ocultar suas crenças.

Isso levou ao desenvolvimento de “Kakure Kirishitan”, ou cristãos ocultos, que mantiveram sua religião viva em partes isoladas do Japão durante os 250 anos de repressão que se seguiram à proibição. Alguns ritos assumiram elementos do culto aos ancestrais budistas, a religião xintoísta do Japão e práticas populares como orações por boas colheitas.

O filme de Martin Scorsese, “Silêncio”, de 2016, é ambientado em Nagasaki e trata de dois padres que viajam de Portugal para o Japão feudal para procurar um mentor que desapareceu e espalhar a fé católica. É baseado em um romance do autor japonês Shusaku Endo, que era o próprio cristão.

Fonte: Reuters

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.