Faculdade de Sendai aceitará estudantes trans

Uma universidade feminina aceitará estudantes que nasceram do sexo masculino, mas que se identificam como mulheres, a primeira entre instituições privadas no Japão.

Com uma história de mais de 130 anos, a Universidade Feminina Miyagi Gakuin, na Ala Aoba da cidade, começará a aceitar estudantes trans a partir do ano fiscal de 2021.

Políticas inclusivas semelhantes foram adotadas pela Universidade Ochanomizu, em Tóquio, e pela Universidade Nara Women, em Nara.

Arata Hirakawa, presidente da Universidade Feminina Miyagi Gakuin em Sendai (foto do arquivo Asahi Shimbun)

Cerca de 3.200 estudantes frequentam a Universidade Feminina Miyagi Gakuin, que já aceitou alguns estudantes do sexo masculino trans que eram do sexo feminino no nascimento, mas que se identificam como homens.

Esses alunos têm permissão para usar seus nomes preferidos, em vez daqueles no registro de família.

Como parte de esforços inclusivos mais amplos, um comitê da universidade discute maneiras de apoiar minorias sexuais desde o ano fiscal de 2017.

A decisão de aceitar alunas transgêneros foi tomada pelo conselho da faculdade em uma reunião em março.

O presidente da universidade, Arata Hirakawa, fará um anúncio oficial em breve, intitulado “Declaração de diversidade para uma existência harmoniosa”.

A universidade disponibilizará instalações e espaços para estudantes trans, incluindo banheiros com gênero neutro e vestiários particulares, no campus.

Além disso, caberá a cada aluno transgênero decidir se deve divulgar essas informações sobre si.

A universidade discutirá a possibilidade de adotar políticas de admissão inclusiva também para estudantes de pós-graduação.

Fonte: Asahi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.