China usa drones para combater pragas

Um exército de drones mobilizados para combater uma praga devoradora de culturas em uma área do sul da China registrou uma taxa de mortalidade de até 98%, segundo o fabricante.

A XAG, fabricante de drones com sede em Guangzhou, fez uma parceria com a Bayer Crop Science da Alemanha em uma operação de enxame de drones para matar o verme do exército na região de Guangxi, na China.

Os dispositivos autônomos, carregados com inseticida de baixa toxicidade, também administraram com sucesso as pragas em uma operação liderada pelo governo na província sudoeste de Yunnan, disse a XAG.

“[A praga] é um ‘monstro devorador de culturas’ que ataca mais de 80 variedades de culturas”, disse a XAG em comunicado nesta segunda-feira.

A maioria dos agricultores recorre a pulverizadores tradicionais de inseticidas, que não apenas não conseguem se mover rápido o suficiente contra os vermes do exército, que podem voar até 100 quilômetros em uma noite, mas também os expõem a produtos químicos perigosos.

A lagarta-do-outono se espalhou das Américas para a África e Ásia, comendo muito arroz, milho, legumes, algodão e muito mais.

Desde a chegada à China, avançou para o norte, afetando 950.000 hectares de plantações em 24 províncias em meados de agosto, incluindo partes de Hebei, Shaanxi e Shandong, de acordo com um relatório oficial publicado no final do mês passado. Surtos em 90% das áreas afetadas estão agora sob controle, segundo o relatório.

Os drones podem operar com segurança após o pôr do sol para matar as pragas, que se alimentam mais ativamente à noite, disse a XAG. De acordo com uma reportagem da mídia local, os drones também ajudaram efetivamente a controlar a propagação das pragas encontradas em alguns campos de milho na província de Henan, no norte.

Fonte: Bloomberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.