RIZIN em negociações com Conor McGregor e Oscar De La Hoya para o show de véspera de ano novo

No ano passado, o RIZIN FF foi destaque em manchetes por todo o mundo ao contratar Floyd Mayweather para competir no RIZIN 14, seu show de véspera de ano novo. No evento principal, Mayweather enfrentou a jovem estrela de kickboxing e MMA do Japão, Tenshin Nasukawa, em uma luta exibição programada para três rounds de boxe, vencendo-o ainda no primeiro round.

Com a aproximação da véspera de Ano-Novo, o presidente do RIZIN, Nobuyuki Sakakibara, sugeriu o que podemos esperar da promoção japonesa, no final deste ano.

Falando após o RIZIN 18, evento realizado no último final de semana, Sakakibara disse que está planejando algo “muito diferente” para o RIZIN 21, seu show de ‘réveillon’, algo “que não será MMA, kickboxing ou pro-wrestling, mas um novo tipo de competição”.

-“Será uma nova inovação. Eu sinto vontade de criar uma nova competição que seja diferente das artes marciais mistas, kickboxing e profissional wrestling.”-afirmou o mandatário, que está entrando em contato com profissionais de artes marciais de todo o mundo para se preparar para isso.

Sakakibara também afirmou ( conforme anunciado pelo jornal Tokyo Sports ), que o RIZIN 21 não envolverá Floyd Mayweather ou Manny Pacquiao. Mas ele tem conversado com Conor McGregor e Oscar De La Hoya.

-“Mayweather teve uma aparição surpresa no ano passado, mas é difícil desenvolver algo novo a partir daí. Pacquiao também é um detentor de títulos ainda em atividade. Será mais interessante contribuir para a inovação das artes marciais mistas do que trabalhar com os dois boxeadores. Creio que poderemos fazer algo juntos com Connor McGregor ou Oscar De La Hoya.”-disse Sakakibara, referindo-se ao ex-campeão do UFC em duas categorias e também ao atual presidente da Golden Boy Promotions.

Não custa lembrar, entretanto, que Conor McGregor está atualmente em um ‘hiato’ de competições, e também não está claro se a estrela irlandesa vai lutar novamente. Ele não entrou no ‘cage’ desde outubro do ano passado, quando foi derrotado em uma luta válida pelo título dos leves com Khabib Nurmagomedov.

E embora McGregor ainda esteja obviamente sob contrato com o UFC, ele poderá ser capaz de competir em uma luta sem ‘golpes traumáticos’, à semelhança dos torneios de Submission ou Brazilian Jiu-Jítsu, embora isso ainda seja algo improvável de acontecer sem o consentimento do UFC. Nesse caso, ele poderá apenas participar do evento como um ‘convidado ilustre’.

Já Oscar De La Hoya ganhou vários títulos mundiais, em seis categorias de peso como boxeador. Em 2002, ele fundou a Golden Boy Promotions.
Em 2018, o lutador de 46 anos tentou a sorte como promotor de MMA, mas quanto menos dito sobre isso, provavelmente melhor.

Se for o caso de envolver McGregor ou De La Hoya – ou não – é claro que Nobuyuki Sakakibara está pensando muito “fora da caixa” para o show do RIZIN no final do ano.

Mas e você, caro leitor ? O que você acha que Sakakibara “tem na manga” para o RIZIN 21 ?

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/08/2019

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.