Equipes de resgate tentam salvar dois pesquisadores presos em caverna na Polônia

Mais de duas dúzias de equipes de resgate lutam para salvar dois pesquisadores presos em uma caverna nas montanhas Tatra, na Polônia, depois que um túnel estreito inundou com água.

Um representante do serviço de resgate disse no domingo que ainda não foi possível estabelecer contato com os dois espeleólogos e que a preocupação aumentou devido à sua longa exposição a condições extremas.

Equipes de resgate estavam se preparando para usar explosivos para abrir uma rota para alcançar as duas pessoas, mas disseram que o processo não seria rápido.

Jan Krzysztof, chefe do grupo de busca e resgate de voluntários da Tatra, disse à emissora polonesa TVN: “A única maneira de chegar até eles é através de uma série de ações pirotécnicas muito complicadas. Nós temos os materiais necessários, mas isso vai demorar muito tempo. Temos que estar prontos para o trabalho que pode durar dias, se não semanas.

Os pesquisadores ficaram presos na caverna Wielka Śnieżna, a mais longa e profunda das montanhas Tatra, no sábado e os serviços de resgate foram notificados pelos colegas que os acompanharam na excursão, informou a TVN.

O primeiro grupo de resgate foi enviado no sábado à noite e desde então mais dois grupos, incluindo trabalhadores do corpo de bombeiros de Cracóvia, foram despachados, disse a TVN.

Krzysztof disse que apoio adicional poderia vir dos socorristas eslovacos.

As condições de resgate foram particularmente difíceis devido a inundações que também poderiam colocar em risco os socorristas, relatou a TVN.

Fonte: Guardian

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.