Festival de arte trienal de Aichi recebe 770 e-mails ameaçadores

Trienal de Aichi, em Nagoya, um dos maiores festivais internacionais de arte contemporânea realizada no Japão, recebeu 770 e-mails ameaçadores desde o início do evento, em 1º de agosto.

A polícia da prefeitura de Aichi informou que cerca de metade dos e-mails dirigidos ao Comitê Organizador da Trienal de Aichi continha ameaças que variam de “eu vou borrifar gasolina e inflamar as instalações e escolas da prefeitura” até “eu vou borrifar sarin e gasolina ao redor da prefeitura”. Além disso, um e-mail direcionou os funcionários da Aichi Triennale ao ameaçar “atirar e matar funcionários”.

A polícia disse que a maioria dos e-mails ameaçadores foi enviada entre 5 e 9 de agosto para o governo da província de Aichi e seu departamento de secretariado.

O festival já atraiu muita controvérsia depois de ter removido a exposição “Depois da Liberdade de Expressão”, que mostrava a “Estátua de uma Garota da Paz”, simbolizando as “mulheres de conforto” durante a guerra – mulheres que foram forçadas à escravidão sexual Militar do Japão antes e durante a Segunda Guerra Mundial.

Essa decisão se tornou um tema acalorado, já que a Trienal de Aichi se orgulha de ser um festival de arte internacional de vanguarda que celebra os valores da liberdade de expressão.

Um homem foi preso em 7 de agosto por enviar um fax contendo uma ameaça incendiária contra o museu por causa da estátua da “mulher-conforto”. O “Depois da Liberdade de Expressão?” Foi removido em 3 de agosto.

Fonte: Japan Today

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.