O norte-americano Shannon Ritch foi um dos muitos dos atletas à passar um ‘perrengue’ em Macau. A situação foi ocasionada pelo calote aplicado pelo Battlefield FC. ( Cortesia | Créditos : Acervo pessoal Shannon Ritch | Battlefield FC ).

As queixas de falta de pagamento aos lutadores participantes do Battlefield FC 2 parecem ter tirado o brilho do evento realizado em Macau, na China, no sábado ( 27 de Julho ).

Mas essa não foi a primeira vez que a promoção de MMA originária da Coréia do Sul fracassou em pagar aos seus lutadores.
A organização já havia causado esse tipo de problema após o primeiro evento do Battlefield FC ( realizado em março de 2017 ), e alguns dos lutadores só receberam o dinheiro da bolsa seis meses após a realização do evento inaugural, com o restante sendo pago em março de 2018.

Agora a promoção buscava resgatar a sua credibilidade, mas os consagrados atletas que assinaram com o Battlefield FC esbararam diante de “promessas quebradas”.

Nossos amigos no continente asiático entraram em contato com a organização do show, e segundo Tommy Yang, o casamenteiro do Battlefield FC, todas as bolsas serão pagas ao longo da semana.

Ainda segundo um comunicado divulgado aos competidores do ‘card’ do Battlefield FC 2, Yang disse ter sido ingênuo em acreditar que o CEO do Battlefield, Yong Woo Lee, cumprisse com a sua promessa.

-“Lee me ligou há um ano, ele queria fazer o segundo evento. Eu disse à ele que não iria trabalhar para ele se ele não tivesse o dinheiro para pagar os lutadores. Ele disse que tinha sim e eu acreditei nele.”-disse Yang, após pedir desculpas aos lutadores.

Yang disse que todos os competidores deveriam ser pagos até às 2 da manhã do domingo, mas isso claramente não aconteceu .
Foi então que Yang ligou para Lee ( às da 4 da manhã do domingo ), e este lhe disse que os pagamentos agora acontecerão por meio de transferência bancária ao longo desta semana.

-“Não vou dizer para você confiar em mim ou no Battlefield FC, mas isso é o que eu posso fazer por agora. Eles deverão enviar [o] dinheiro da Coréia do Sul ao longo desta semana.”-encerrou Yang.

Daniel Rubenstein, fundador da Ruby Sports & Entertainment, também se sentiu enganado.
-“Eu me sinto idiota por pensar que eles fariam diferentes.”-disse.

Devido ao ‘calote’, muitos dos atletas ficaram em dificuldades em Macau.
Um dos lutadores mais indignados com essa situação é o norte-americano Shannon Ritch ( 128-93 ):

-“Eles nos foderam. Todos os lutadores foram instruídos a ficar em seus quartos às 2 da manhã que o promotor viria nos pagar e até agora NADA. Todos os lutadores já prestaram queixa à polícia.”-declarou.

Esse show em particular trouxe uma ‘enxurrada’ de problemas para Ritch.
Seu adversário inicial, o chinês Liu Wenbo, foi retirado do ‘co-main event’ ( evento co-principal ) após falhar em um duro corte de peso e ser levado ao hospital.

Para substituí-lo foi chamado Simon Carson ( 2-1 ), australiano que entrou em cena com menos de 24 horas de antecedência.

O veterano de 48 anos até que lutou bem, mas sofreu com os “ganchos devastadores” desferidos por seu adversário ao longo do ‘cage’ e perdeu a luta ainda no primeiro round.

Na principal atração da noite, o ex- campeão dos leves do Bellator, Will Brooks ( 20-4-1 ) foi derrotado pelo ex-desafiante ao título do UFC, Gleison ‘Tibau’ ( 33-14 ).

Além de ‘Tibau’, o Battlefield FC 2 ainda contou com a participação de outros brasileiros em seu ‘card’, entre estes Júlio César ‘Morceguinho’, Kaik Brito, Wagner ‘Caldeirão’, Vanessa Melo, Ricardo Tirloni e Bruno Miranda.

Os resultados do “Battlefield FC 2” incluem :

Battlefield FC 2: “The Great Beginning”
27 de Julho de 2019
Sheraton Grand Macau Hotel
Macau, China

Gleison ‘Tibau’ venceu Will Brooks por finalização ( guilhotina ) aos 3:34 do primeiro round
Simon Carson venceu Shannon Ritch por TKO ( golpes ) aos 1:26 do primeiro round
Bryan Caraway venceu Raja Shippen por decisão unânime após 5:00 do terceiro round
Bruno Miranda venceu Ricardo Tirloni por TKO ( interrupção dos árbitros) aos 3:37 do terceiro round
Muay Thai ( com luvas de MMA ): Patrick Schmid venceu DJ Linderman por decisão unânime após 3:00 do terceiro round
Julio Cesar Neves Jr. venceu Kevin Park por decisão unânime após 5:00 do terceiro round
Vanessa Melo venceu Jan Finney por decisão unânime após 5:00 do terceiro round
Wagner Prado e Kim Doo-Hwan empataram
Ben Wall venceu Mushin Corbbrey por decisão unânime após 5:00 do terceiro round
Mateusz Rebecki venceu Kaik Brito por TKO ( interrupção dos árbitros) aos 3:30 do terceiro round
Alexandr Durymanov venceu Jung Han-Guk por decisão dividida após 5:00 do terceiro round
Xiaoou Liu venceu Alexandra Muir por TKO ( golpes ) aos 1:13 do primeiro round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 30/07/2019

Anúncios

Oriosvaldo Costa

Oriosvaldo Costa “Mr. Kung Fu”. O primeiro muçulmano lutador de MMA do Brasil. 7 lutas : 3 vitórias, 3 derrotas, 1 No Contest.

Deixe um comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.