Marinha japonesa vai adquirir 20 helicópteros não tripulados

O governo planeja introduzir cerca de 20 grandes helicópteros não tripulados para os destróieres da Força de Autodefesa Marítima e outros navios, disseram várias fontes do governo.

Em resposta à expansão marítima da China, o governo quer fortalecer suas atividades de alerta precoce e vigilância em torno das ilhas Senkaku, na província de Okinawa.

O modelo de helicóptero deve ser selecionado no ano fiscal de 2022, com a aquisição começando no ano fiscal de 2023, disseram as fontes.

Atualmente, as atividades de alerta e vigilância antecipada no Mar da China Oriental são realizadas usando embarcações MSDF, helicópteros de vigilância, aviões de vigilância P-3C e outros equipamentos.

Com navios do governo chinês navegando regularmente ao redor das ilhas Senkaku e os militares chineses se tornando mais ativos em lugares como o Mar da China Oriental e o Oceano Pacífico, descobrir como operar com pessoal e equipamentos limitados se tornou um problema.

Aeronaves não tripuladas baseadas em navios podem monitorar embarcações estrangeiras distantes e outros objetos que não podem ser capturados por radares de bordo, o que expandiria a área sobre a qual uma única embarcação MSDF é capaz de cobrir em sua vigilância.

Aeronaves não tripuladas também podem voar à noite e com mau tempo, dando-lhes uma gama mais ampla de operação do que aeronaves tripuladas.

Aprendendo com o desastre na usina nuclear Fukushima No. 1 da Tokyo Electric Power Company Holdings Inc., o governo está considerando equipar os drones com sensores de radiação.

O Ministério da Defesa quer que drones assumam funções que são arriscadas para aeronaves tripuladas.

Os helicópteros não tripulados provavelmente seriam implantados em destróieres da classe Izumo e Hyuga, bem como em um novo destróier com recursos de minasweeping.

O Fire Scout MQ-8C é considerado o principal candidato. Feito pela Northrop Grumman Corp. dos Estados Unidos, o helicóptero não tripulado de 12,6 metros de comprimento e 2,7 metros de largura pode detectar os movimentos de navios e outros objetos de uma altitude de cerca de 5 mil metros.

A versão MQ-8B da marinha americana é capaz de voar continuamente por mais de oito horas, ou de operar por cinco horas em uma área de 200 quilômetros de seu navio base.

Em dezembro do ano passado, o Gabinete decidiu introduzir três helicópteros não tripulados como parte do Programa de Defesa de Médio Prazo de cinco anos para o ano fiscal de 2019 a 2023. O governo quer criar uma força de 20 helicópteros desse tipo na próxima década.

De acordo com a estrutura legal atual, a operação de aeronaves não tripuladas deve ser monitorada pela visão direta de aeronaves tripuladas ou de outros locais. Assim, o governo precisará estudar e afetar uma mudança na lei para permitir que helicópteros não-tripulados operem de forma independente.

Fonte: Yomiuri Shimbun

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.