Governo da China não quer lutadores com tatuagens na mídia do país

As regras do Partido Comunista Chinês sobre quem é digno de aparecer na televisão do país finalmente alcançou a comunidade das artes marciais mistas.
O que originalmente começou – ainda no ano passado – como uma campanha para reprimir os “maus influenciadores” na mídia da China, se ampliou para incluir também o esporte.

A primeira modalidade esportiva à sentir a ira do Partido Comunista Chinês foi o nosso futebol, conhecido internacionalmente como “soccer”. A Federação Chinesa de Futebol teve que entregar a nova ordem às equipes das três ligas profissionais da China.
No ano passado, durante a transmissão da Copa da China, os jogadores tiveram que cobrir as suas tatuagens com uma fita ou algum tipo de protetores de pele.

Agora, essas mesmas regras se expandiram para incluir as artes marciais mistas e outras modalidades de lutas mais populares no país como o boxe, Sanda, Wushu e Muay Thai.
Todos os lutadores já estão tendo que usar protetores de pele ou fita sobre as suas tatuagens, se os eventos forem transmitidos pelas emissoras de televisão.

A mídia internacional especializada em MMA confirmou que as regras já estão em vigor na maior rede de TV da China, a CCTV e nas principais redes de TV à cabo do país.

Uma alta autoridade que trabalha de perto com o governo disse que a proibição não foi um ataque direto ao MMA, mas sim uma campanha generalizada para acabar com os “maus influenciadores” na mídia.

-“Os novos chefes da CCTV introduziram leis para tentar erradicar o crime e para isso não deverá haver autoridades ruins, nem policiais ruins e nem mesmo ‘influenciadores ruins’ na sociedade através da mídia. Isso inclui pessoas com tatuagens”.-revelou.

Ele disse ainda que a indústria do MMA no país não deverá sentir um “baque” muito forte, até porque a CCTV cortou a maioria de suas ligações com o MMA. Contudo, reconhece que será particularmente difícil para modalidades de lutas já estabelecidas como os já citados boxe, Sanda, Wushu e Muay Thai.

-“Os caras que controlam o ‘bureau’ cultural têm novas regras e regulamentos sobre o MMA. O esporte estava ficando muito sangrento e há várias lutas falsas nos eventos, o que é muito ruim para a imagem do país internacionalmente”.-complementou a fonte.

De acordo com o que foi apurado, o MMA ainda não tem uma audiência tão grande na China quando comparado ao tênis e ao futebol. Até mesmo o golfe tem melhores classificações que o MMA por lá.

O movimento na China não é diferente dos padrões adotados pelas TV’s sul coreanas, que desaprovam tatuagens, facas e cigarros. Para se ter uma idéia, o lutador Hwang In-su, que compete pelo ROAD FC, é frequentemente obrigado a cobrir suas tatuagens quando luta nos shows que contam com transmissão televisiva.

Os promotores de MMA na China estão ficando entediados com isso e agora apenas dizem que não permitirão nenhum lutador com tatuagens competindo em seus eventos.
Isso com certeza irá tirar o trabalho de um grande grupo de profissionais.

Com a China se tornando cada vez mais influente no mundo do MMA, as novas regras sem dúvida estão deixando muitos ‘coçando a cabeça’ sobre qual será o próximo passo. Como diria um locutor televisivo : “Fiquem ligados”.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/07/2019

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.