The Daisen burial mound, left, is one of 49 in the Mozu and Furuichi areas of Osaka Prefecture that has gained approval for inclusion in UNESCO's World Heritage list. (Asahi Shimbun file photo).

Cemitérios imperiais recebem o reconhecimento do status de Patrimônio da Humanidade

Um bando de 49 “kofun” túmulos, por exemplo aqueles considerados para os imperadores históricos, foi aceito para adição em 6 de julho na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

A conclusão sobre os túmulos das regiões Mozu e Furuichi da Prefeitura de Osaka foi criada na reunião do Comitê do Patrimônio Mundial em Baku, no Azerbaijão.

Os túmulos seriam o 19º site no Japão para adquirir o patrimônio cultural e o 23º lugar, como sites de patrimônio natural.

É o maior do Japão e tem 486 metros de comprimento.

Uma característica excepcional desses sites é que eles estão todos situados em regiões residenciais movimentadas das cidades de Sakai, Habikino e Fujiidera, todos na província de Osaka.

Embora 29 dos 49 túmulos sejam considerados para imperadores, imperatrizes e outros parentes reais, alguns arqueólogos e historiadores contrastaram usando o título para seu túmulo do Imperador Nintoku por motivos que não existe nenhuma afirmação que tenha sido colocada ali.

Isso é resultado de uma escassez de estudos científicos sobre os túmulos, que podem estar sob a supervisão da Agência da Casa Imperial.

Fonte: asahi.com

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *