Cemitérios imperiais recebem o reconhecimento do status de Patrimônio da Humanidade

Um bando de 49 “kofun” túmulos, por exemplo aqueles considerados para os imperadores históricos, foi aceito para adição em 6 de julho na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

A conclusão sobre os túmulos das regiões Mozu e Furuichi da Prefeitura de Osaka foi criada na reunião do Comitê do Patrimônio Mundial em Baku, no Azerbaijão.

Os túmulos seriam o 19º site no Japão para adquirir o patrimônio cultural e o 23º lugar, como sites de patrimônio natural.

É o maior do Japão e tem 486 metros de comprimento.

Uma característica excepcional desses sites é que eles estão todos situados em regiões residenciais movimentadas das cidades de Sakai, Habikino e Fujiidera, todos na província de Osaka.

Embora 29 dos 49 túmulos sejam considerados para imperadores, imperatrizes e outros parentes reais, alguns arqueólogos e historiadores contrastaram usando o título para seu túmulo do Imperador Nintoku por motivos que não existe nenhuma afirmação que tenha sido colocada ali.

Isso é resultado de uma escassez de estudos científicos sobre os túmulos, que podem estar sob a supervisão da Agência da Casa Imperial.

Fonte: asahi.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.