Quimono: Prefeito de Quioto publica carta para Kim Kardashian

Kim Kardashian recentemente foi criticada por registrar o nome “kimono” para sua próxima marca de shapewear. Não, a roupa íntima não tem nada a ver com as roupas tradicionais japonesas, e a celebridade recebido muitas críticas pelo que parece ser um engano intencional ou um desconcertante equívoco.

Mas agora outra pessoa entrou no ringue: Daisaku Kadokawa, o prefeito de Kyoto. Kyoto é conhecida por sua mistura do Japão moderno e tradicional, com muitas gueixas e maiko ainda vivendo e se apresentando lá… geisha e maiko que usam quimono real diariamente.

Se algum lugar no mundo é um especialista em quimono, é Kyoto, e o prefeito postou uma carta para Kardashian em sua página no Facebook.

Carta:

Kim Kardashian West

Kimono Intimates, Inc.

Estou escrevendo esta carta para transmitir nossos pensamentos sobre Kimono e peço que reconsidere sua decisão de usar o nome Kimono em sua marca registrada.

O quimono é um traje étnico tradicional, fomentado em nossa rica natureza e história, com os incansáveis ​​esforços e estudos de nossos predecessores, e é uma cultura que tem sido valorizada e transmitida com cuidado em nossa vida. Além disso, é um fruto do artesanato e verdadeiramente simboliza o senso de beleza, os espíritos e os valores do japonês.

Nos últimos anos, vemos não apenas japoneses, mas também muitos turistas estrangeiros usando quimono e passeando por Kyoto e cidades do Japão. É uma prova de que o Kimono, do qual nos orgulhamos como cultura tradicional, é amado por pessoas de todo o mundo.

No momento, estamos realizando iniciativas em nível nacional para tornar a “Cultura do Quimono”, símbolo de nossa cultura e espíritos, registrada na lista do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO. Nós pensamos que os nomes para “Kimono” são o ativo compartilhado com toda a humanidade que ama Kimono e sua cultura, portanto, eles não devem ser monopolizados.

Eu gostaria que você visitasse Quioto, onde muitas culturas japonesas, incluindo o kimono, foram apreciadas, para experimentar a essência da cultura do quimono e entender nossos pensamentos e nosso forte desejo.

Com os melhores cumprimentos,

Daisaku Kadokawa

Prefeito de kyoto

Reação pública:

A carta do prefeito a Kim Kardashian explica o que é kimono, afirma que não deve ser monopolizado, e convida Kim a visitar Kyoto para ver o quimono por si mesma.

Essa última parte é especialmente comovente, já que Kim e seu marido Kanye visitaram Tóquio antes.

Veja como alguns internautas japoneses reagiram à carta na página do Facebook: (postagens em japonês foram traduzidas, postagens em inglês foram deixadas como originalmente escritas)

“Muito obrigado.”

“Por favor, prefeito! Faça o seu melhor para impedi-la!

“Bem dito. Eu concordo com você, senhor.

“O prefeito de Kyoto afirmou a uma empresa que está registrando o KIMONO como marca registrada. Como ele afirma em sua carta, KIMONO não é um nome típico de tecido ou marca, mas nossa cultura e tradição no Japão!”

Fonte: SoraNews24| The Japan News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.