China suspende importação de carne do Canadá

A China está suspendendo todas as importações de carne do Canadá em meio à disputa pela detenção canadense de um alto executivo da empresa chinesa de tecnologia Huawei.

A embaixada chinesa em Ottawa disse em comunicado em seu site na terça-feira que a medida segue a detecção de resíduos de um aditivo restrito, chamado ractopamina, em um lote de produtos suínos canadenses. É permitido no Canadá, mas proibido na China.

“A China tomou medidas preventivas urgentes e pediu ao governo canadense para suspender a emissão de certificados para carne exportada para a China”, disse o comunicado.

Meng Wanzhou, o CFO da Huawei e filha do fundador da empresa, foi preso no dia 1º de dezembro no Canadá, a pedido das autoridades dos EUA, que querem julgá-la por acusações de fraude.

A China deteve dois canadenses e condenou outro à morte em uma aparente tentativa de pressionar por sua libertação.

A última ação contra o Canadá acontece quando o primeiro-ministro Justin Trudeau se dirige ao Japão para a cúpula do G20. Espera-se que o presidente dos EUA, Donald Trump, se reúna com seu colega chinês em meio a negociações comerciais.

A prisão de Meng provocou um furor diplomático entre os três países, complicando as negociações de alto nível entre os EUA e a China e prejudicando gravemente as relações de Pequim com Ottawa.

O Canadá quer que Trump fale em nome do Canadá ao presidente chinês Xi Jinping. Os chineses se recusaram a conversar com altos funcionários do governo canadense, incluindo Trudeau e a chanceler Chrystia Freeland.

Trudeau esperava encontrar-se com Xi no G20, mas isso parece improvável.

Antes de agir contra a carne canadense, a China parou de importar certos produtos canadenses, como a canola.

Justine Lesage, porta-voz do ministro da Agricultura do Canadá, disse em um comunicado que a Agência Canadense de Alimentos e Inspeção identificou uma questão envolvendo certificados de exportação inautênticos que poderiam afetar a exportação de produtos de carne suína e bovina para a China.

Ela disse que a agência “tomou medidas para resolver esta questão e continua a trabalhar de perto com parceiros da indústria e autoridades chinesas”.

“O sistema alimentar canadense é um dos melhores do mundo e estamos confiantes na segurança dos produtos canadenses e das exportações canadenses”, disse ela.

Fonte: The Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.