AI ajudará a identificar abuso de crianças em Mie

Centros de consulta infantil em Mie vão testar um sistema baseado em inteligência artificial que é projetado para ajudar a determinar se as crianças devem ser colocadas em custódia temporária para salvá-los de seus pais abusivos.

O teste começará no final de junho usando um sistema desenvolvido pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Industrial Avançada (AIST) em Tsukuba, na província de Ibaraki. Será o primeiro experimento desse tipo conduzido por um governo local no Japão.

O AIST anunciou o desenvolvimento em 28 de maio numa época em que várias crianças morreram após permanecerem com pais ou responsáveis ​​abusivos, apesar dos sinais de violência em suas casas.

No julgamento, os funcionários do centro vão inserir informações básicas, como as idades das crianças e seus familiares, em tablets durante as consultas. Outras informações inseridas incluirão avaliações de risco em 19 categorias, como “se há hematomas na cabeça, face ou estômago”.

O sistema de IA calculará a provável taxa de recorrência de abuso, os dias em que as autoridades precisam realizar consultas – e a necessidade de custódia preventiva – com base em um banco de dados governamental que contém seis anos de informações de centros de consulta infantil.

O sistema também pode mostrar razões para altas taxas de recorrência e apresentar casos semelhantes do passado.

Depois de considerar as avaliações da IA, os funcionários do centro farão um julgamento final sobre a colocação das crianças em custódia temporária.

“Sendo de curta duração, os funcionários podem derramar mais energia em casos de alto risco porque a AI os ajudará a fazer julgamentos imediatos”, disse Kota Takaoka, pesquisador do AIST.

O governo da prefeitura de Mie irá equipar dois centros de consulta infantil com um total de 20 computadores tablet. Com base no julgamento, que durará cerca de oito meses, a prefeitura decidirá se a assistência da AI aliviará a carga dos funcionários do centro e fornecerá avaliações adequadas sobre os casos das crianças.

A prefeitura também planeja tirar e salvar fotos de ferimentos de crianças. O desenvolvimento futuro do sistema de IA permitirá analisar as fotografias e determinar se as lesões foram causadas por abuso.

Fonte: Asahi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *