Homofobia em ascensão na Grã-Bretanha

Ataques violentos contra dois casais LGBT + chamaram a atenção para o aumento do crime de ódio homofóbico na Grã-Bretanha, em meio a um acalorado debate sobre se as escolas deveriam ensinar as crianças sobre relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Lucy Jane Parkinson relatou ter sido atingida por uma pedra atirada de um carro em movimento enquanto beijava sua namorada Rebecca Bantavala na cidade de Southampton, no sul do país, onde estavam fazendo um show LGBT +.

O ataque no sábado aconteceu menos de duas semanas depois de duas mulheres terem sido espancadas e roubadas em um ônibus de Londres, no que a polícia chamou de assalto homofóbico de “repugnante”. Uma das vítimas disse que os agressores tentaram forçá-las a se beijarem.

Fotos das duas mulheres com rostos ensangüentados se tornaram virais e provocaram uma condenação generalizada nas mídias sociais.

O número de crimes de ódio registrados pela polícia britânica contra lésbicas, gays e bissexuais aumentou 27 por cento, para 11.638 no ano até março de 2018, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Parkinson disse que tais ataques aconteceram “o tempo todo” e isso só fez manchetes de notícias porque o casal estava no teatro.

Fonte: Reuters

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments