Empresas japonesas preferem usar redes 5G de operadoras domésticas

A esmagadora maioria das empresas japonesas não tem planos de usar as redes móveis 5G da Huawei ou de outras empresas estrangeiras, preferindo confiar em operadoras de telecomunicações domésticas devido a preocupações de segurança, segundo uma pesquisa da Reuters.

Os resultados da Pesquisa Corporativa vêm em meio às preocupações de Washington de que o equipamento da gigante de telecomunicações chinesa possa ser usado para espionagem. As operadoras japonesas devem lançar serviços sem fio de alta velocidade no ano que vem.

Os Estados Unidos alertaram os países contra o uso da tecnologia chinesa, dizendo que a Huawei poderia ser usada por Pequim para espionar o Ocidente. China e Huawei rejeitaram fortemente as alegações.

Em comentários escritos, nenhuma empresa japonesa destacou a Huawei ou quaisquer outras empresas estrangeiras pelo nome, mas expressou preocupação sobre questões de segurança ao usar o equipamento de empresas estrangeiras.

“É absolutamente impossível adotar produtos e serviços de uma empresa que não possa dissipar preocupações sobre a segurança nacional”, escreveu um gerente de uma empresa atacadista, sob anonimato.

“Em termos de patentes relacionadas a 5G, as empresas chinesas detêm uma posição predominantemente dominante. Mas será difícil adotá-las, dada a possibilidade de vazamento de informações”, escreveu um gerente de fabricantes de máquinas na pesquisa de 8 a 17 de maio.

A Pesquisa Corporativa descobriu que 88% das empresas japonesas disseram que devem escolher operadoras domésticas de telecomunicações quando utilizam 5G, 2% escolheram empresas chinesas, incluindo a Huawei, 1% denominada Qualcomm Inc e 11% optaram por “outras”.

Cerca de quatro em cada cinco empresas não tinham planos de negócios específicos para usar a tecnologia sem fio de alta velocidade, mostrou a pesquisa. Sublinhou o facto de o Japão estar atrasado em relação a outros países, como a Coreia do Sul e os Estados Unidos, que já começaram a lançar serviços 5G.

Aproximadamente nove entre dez empresas não conseguiram engenheiros suficientes para lidar com tecnologias de ponta, como inteligência artificial (IA) e Internet das coisas (IoT).

A pesquisa, realizada mensalmente para a Reuters pela Nikkei Research, entrevistou 477 empresas de grande e médio porte com gerentes respondendo sob condição de anonimato. Cerca de 200-220 responderam às questões sobre questões 5G e tecnologia.

As empresas de telecomunicações do Japão, incluindo as três grandes operadoras – NTT Docomo, KDDI e SoftBank Corp – foram formalmente alocadas no 5G por reguladores no mês passado, um marco importante antes do lançamento dos serviços sem fio de alta velocidade.

A tecnologia, que pode fornecer velocidades de dados pelo menos 20 vezes mais rápidas que a 4G, é vista como essencial para tecnologias emergentes de carros autônomos e cidades inteligentes para IA e realidade aumentada.

Se a tecnologia for vulnerável, ela poderá permitir que hackers explorem esses produtos para espioná-los ou interrompê-los.

Fonte: Reuters

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.