TEPCO realiza testes no reator de Fukushima

A operadora da usina nuclear de Fukushima Daiichi realizou um teste na segunda-feira para suspender temporariamente a água que está sendo injetada em um dos reatores que sofreram um colapso do núcleo após o acidente de 2011.

Através do teste, que é o primeiro de seu tipo, a Tokyo Electric Power Company Holdings Inc (TEPCO) planeja obter dados sobre como a temperatura dentro do reator No. 2 poderia subir no caso de uma emergência.

Mais de oito anos depois do início do que se tornou uma das piores crises nucleares do mundo, a TEPCO continua a despejar água dentro dos reatores nºs 1 a 3 para manter resfriados os restos de combustível derretido dentro deles.

Às 10h40 da segunda-feira, a TEPCO interrompeu completamente a injeção de água na segunda unidade, que normalmente recebe cerca de 3 toneladas de água por hora.

A companhia de energia retomou a operação de injeção por volta das 18h20, despejando cerca de 1,5 toneladas de água por hora no reator.

O utilitário planeja aumentar a injeção em cerca de 0,5 toneladas a cada 24 horas até que a quantidade atinja o nível anterior ao teste.

A empresa irá monitorar a condição do reator até 24 de maio.

Quando o vazamento foi reiniciado, a temperatura na parte inferior do vaso de pressão do reator, um recipiente que supostamente deveria conter o combustível, subiu de 24,5 ºC para 25,7 ºC.

A TEPCO espera que a leitura continue subindo por vários dias até cerca de 28º C.

Atingido por um terremoto de magnitude 9,0 e conseqüente tsunami em 11 de março de 2011, o complexo nuclear de Fukushima perdeu quase todas as suas fontes de energia e, consequentemente, a capacidade de resfriar os reatores e reservatórios de combustível nas unidades 1 a 4.

As condições dos reatores agora são mantidas relativamente estáveis ​​por meio de esforços de recuperação, mas uma enorme quantidade de água contaminada se acumulou na usina como resultado.

Fonte: Kyodo

Anúncios

Deixe uma resposta