Polícia verificará dashcam de acidente que deixou 2 crianças mortas

A polícia está analisando imagens captadas por uma câmera do veículo leve que esteve envolvido em uma colisão com um carro e atingiu um grupo de crianças no oeste do Japão, deixando duas delas mortas, disseram policiais nesta quinta-feira.

A motorista do carro, Fumiko Shintate, 52, que foi presa no local na quarta-feira, disse aos investigadores que não estava prestando atenção suficiente ao virar à direita e colidiu com o veículo leve que estava na faixa oposta em um cruzamento. em Otsu, província de Shiga.

A polícia agora a está investigando por suspeita de direção negligente, resultando em morte e ferimentos.

Shintate disse à polícia que ela não estava ciente do tráfego antes da colisão, disseram policiais.

A motorista do veículo leve, Michiko Shimoyama, de 62 anos, também foi presa no local, mas foi libertada na quarta-feira depois que a polícia considerou que ela não era responsável pela colisão.

O veículo leve de Shimoyama era o único equipado com uma dashcam, de acordo com a polícia.

Das 13 crianças atingidas pelo veículo leve, duas delas, ambas com 2 anos de idade, foram mortas enquanto outra criança de 2 anos foi deixada em estado crítico. As outras crianças, juntamente com três professores de creche, também ficaram feridas.

A família de uma das duas crianças mortas emitiu um comunicado dizendo: “Estamos engolidos por um sofrimento profundo e doloroso”.

Ambas as motoristas não se feriram no acidente que ocorreu por volta das 10:15 da manhã, quando as crianças e os professores estavam dando um passeio perto da sua creche Leimond-Oumi.

Não havia proteções para pedestres no cruzamento. O comissário-geral da Agência Nacional de Polícia, Shunichi Kuryu, disse que a polícia pretende reforçar as medidas de segurança, incluindo a instalação de mais corrimãos ao longo das rotas para e das escolas.

Vizinhos e outras pessoas continuaram a chegar ao local do acidente na quinta-feira para colocar flores.

“É insuportável pensar que as crianças que viveram apenas dois anos de suas vidas morreram”, disse Yoshitaro Fujinaga, 81 anos. “Não quero que as pessoas que estão atrás do volante pensem levemente em dirigir.”

A creche estava fechada durante o dia. A operadora disse que vai se abster de levar as crianças para passear por enquanto.

Fonte: Kyodo

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *