Faixa 26 GHz entrou no leilão do 5G feito pela Anatel

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou na última quinta-feira (21) a agenda regulatória para os anos 2019 e 2020. Entre as mudanças, as ofertas de radiofrequências para tecnologia de internet móvel 5G foram ampliadas.

De acordo com o Convergência Digital, as faixas 3,3 GHz, 3,4 GHz e 26 GHz também serão leiloadas para o 5G, além das faixas de 700 MHz, 2,3 GHz e 3,5 GHz. O primeiro leilão deve acontecer em março de 2020.

Leonardo de Morais, presidente da Anatel, comentou o assunto: “Temos apenas 200 MHz no 3,5 GHz, que será a porta de entrada do 5G no Brasil. E surgiu no Comitê de Espectro e Órbita a proposta de uso das faixas de 3,3 GHz e 3,4 GHz e quem sabe a possibilidade de oferecer 300 MHz”.

Na prática, o 26 GHz engloba as faixas 24,5 GHz e 27,5 GHz. A ideia da Anatel é parecida com a de órgãos na Europa e com a União Internacional de Telecomunicações (UIT). Por isso, a faixa de 36 GHz já era colocada como primeira opção para uso de ondas milimétricas no 5G.

Fonte: CD| Tecmundo

Anúncios

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta