Mais de 1.500 tartarugas encontradas dentro de malas em aeroporto nas Filipinas

A polícia nas Filipinas encontrou mais de 1.500 tartarugas vivas enroladas com fita adesiva dentro de malas em um aeroporto de Manila.

Os répteis, encontrados dentro de quatro malas deixadas para trás no aeroporto, poderiam ter sido vendidos por mais de 4.5 milhões de pesos filipinos (86 mil dólares).

A polícia acredita que as malas foram abandonadas após o proprietário saber sobre as penalidades rigorosas por tráfico de vida selvagem, com possibilidade de dois anos de prisão e uma multa de até 200 mil pesos filipinos.

Um total de 1.529 tartarugas de diferentes espécies foram encontradas em quatro malas na área de chegadas no Aeroporto Internacional Ninoy Aquino no domingo (3).

Algumas eram da espécie tartaruga-de-esporas-africana, as quais são reconhecidas como vulneráveis pela lista vermelha de espécies ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza. A espécie tartaruga-de-orelha-vermelha também estava entre as encontradas.

O Departamento de Alfândega disse que os répteis foram deixados para trás por um passageiro filipino que estava a bordo de um voo da Philippine Airlines que veio de Hong Kong.

Os animais foram entregues à Unidade de Monitoramento de Tráfico de Vida Selvagem.

Tartarugas são geralmente criadas como animais de estimação exóticos e algumas vezes são usados como forma de medicamento tradicional ou servidos como iguaria em partes da Ásia.

A carne da tartaruga é considerada por alguns como afrodisíaca, enquanto os ossos são transformados em pó para uso na medicina.

Fonte: BBC

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *