FILE- In this Jan. 29, 2019, file photo, Huawei chief financial officer Meng Wanzhou leaves her home to attend a court appearance in Vancouver, British Columbia. Canada said Friday, March 1, 2019, it will allow the U.S. extradition case against Wanzhou to proceed. She is due in court on March 6, at which time a date for her extradition hearing will be set. Meng is wanted in the U.S. on fraud charges that she misled banks about the company's business dealings in Iran. (Darryl Dyck/The Canadian Press via AP, File)

Advogados da Huawei abrem processo contra o governo do Canadá

Um executivo da gigante de tecnologia chinesa Huawei está processando o governo canadense, sua agência de fronteira e a força policial nacional, dizendo que eles detiveram, revistaram e interrogaram a CFO antes de dizer que ela estava presa.

Advogados de Meng Wanzhou disseram no domingo que apresentaram uma queixa civil na Suprema Corte da Colúmbia Britânica. O Canadá prendeu Meng, filha do fundador da Huawei, a pedido dos EUA no dia 1º de dezembro no aeroporto de Vancouver. Ela é procurada por acusações de fraude que ela enganou os bancos sobre os negócios da empresa no Irã.

A ação alega que, em vez de prendê-la imediatamente, as autoridades interrogaram Meng “sob o disfarce de um exame alfandegário de rotina” e usaram a oportunidade para “obrigá-la a fornecer provas e informações”. O processo alega que agentes da Agência de Serviço de Fronteiras do Canadá apreenderam seus dispositivos eletrônicos, obteve senhas e visualizou ilegalmente o conteúdo e intencionalmente falhou em aconselhá-la sobre as verdadeiras razões para sua detenção. A ação disse apenas após três horas que ela foi informada de que estava sob prisão e tinha direito a um conselho.

“Este caso diz respeito a um esforço deliberado e pré-meditado por parte dos policiais réus para obter provas e informações do requerente de uma forma que eles sabiam que constituía graves violações dos direitos do autor”, diz a afirmação.

Meng está sob fiança e vive em Vancouver, aguardando o processo de extradição.

Na sexta-feira, funcionários do Departamento de Justiça canadense deram sinal verde para o início do processo de extradição. Meng deve ir ao tribunal na quarta-feira para marcar uma data para o início do processo. Pode levar vários meses ou até anos até que seu caso seja resolvido.

Fonte: The Associated Press

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *