Huawei propõe construção de instalação cibernética na Polônia

A Huawei ofereceu-se para construir um centro de segurança cibernética na Polônia, onde no mês passado as autoridades prenderam um funcionário chinês da empresa de telecomunicações, juntamente com um ex-oficial de segurança polonês, por acusações de espionagem.

“Estamos prontos para estabelecer um centro de segurança cibernética na Polônia se as autoridades aceitarem isso como uma solução confiável”, disse Tonny Bao, diretor da Huawei na Polônia, em entrevista coletiva na quarta-feira.

A Huawei montou laboratórios de segurança da informação na Alemanha e no Reino Unido, com o objetivo de aumentar a confiança de que seus equipamentos não contêm “portas dos fundos” para os serviços de inteligência chineses.

O governo da Polônia deve excluir o equipamento Huawei de sua futura rede 5G devido a preocupações levantadas pela primeira vez nos Estados Unidos de que a tecnologia da Huawei poderia ser equipada com essas portas traseiras, disseram fontes à Reuters.

O diretor regional de relações públicas da Huawei, Austin Zhang, disse que não há razão para o governo polonês excluir a empresa chinesa do futuro desenvolvimento da rede 5G.

“Se isso acontecer … vamos tentar todos os nossos meios para proteger nossos negócios e reputação na Polônia”, disse Zhang.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.