Gucci acusada de discriminação racial em sua nova coleção

Os internautas não perdoaram a famosa griffe italiana Gucci pelo seu modelo de suéter preto, com gola em balaclava, onde tem contorno labial em vermelho. Estava à venda por 785 euros.

Foi severamente criticada por lembrar blackface. E que essa imagem é racista, segundo os internautas.

Logo em seguida Gucci reage através de sua conta na rede social Twitter e pede “profundas desculpas pelo suéter de lã com balaclava”. Informou que essa peça foi retirada das lojas online e físicas.

A griffe italiana declarou na quinta-feira (7) fazer do incidente “um poderoso momento de aprendizagem para a equipe da Gucci”. E emenda explicando que “a diversidade é um valor fundamental a ser mantido, respeitado e considerado em todas as decisões que tomamos”.

Essa polêmica da Gucci fez o público relembrar do episódio da outra marca famosa no mundo, a Prada. Ela também teve que retirar seus produtos considerados racistas, em dezembro do ano passado.

Fonte: CNN