Festival de quadrinhos dá a Rumiko Takahashi o grand prix na França

A renomada artista de mangá Rumiko Takahashi, famosa por seus quadrinhos “Urusei Yatsura” e “Mezon Ikkoku”, venceu o Grand Prix em um dos maiores festivais de quadrinhos do mundo, sendo realizado na França.

Ela se tornou a segunda vencedora do GP do Japão, após o criador de “Akira” Katsuhiro Otomo, homenageado em 2015.

O prestigioso Festival Internacional de la Bande Dessinée de Angoulême foi chamado Festival de Cinema de Cannes do mundo dos quadrinhos.

Ele concede o grande prêmio aos criadores vistos como tendo feito contribuições significativas no desenvolvimento de quadrinhos.

O artista de mangá Rumiko Takahashi tornou-se o segundo japonês a ganhar o Grande Prémio no Festival Internacional de la Bande Dessinee d’Angouleme. (Arquivo de Asahi Shimbun)

Takahashi, 61, foi escolhida por meio de cédulas de 1.672 artistas de quadrinhos durante o 46º evento anual.

O site oficial do festival elogiou-a por ser uma rara artista de quadrinhos que cria quadrinhos para meninos.

“Ela é a primeira pessoa que se livra das tradições dos quadrinhos e se tornou a rainha dos quadrinhos dos meninos”, escreveram autoridades do festival.

As autoridades também citaram o provérbio japonês: “Um prego que se destaca será martelado”, louvando sua coragem de ser diferente.

“Em tal sociedade (no Japão), onde os elementos não conformes tendem a ser excluídos, Takahashi sempre se concentrou em pessoas de fora e em alguém que é estranho, com a intenção de defender que eles também têm oportunidades”, escreveram as autoridades.

“Seus quadrinhos são comédias, mas são trabalhos muito progressivos ao mesmo tempo. Os personagens de seus quadrinhos que têm defeitos e personalidades cheios de humanidade foram amados pelos leitores em todas as linhas geracionais ”.

Outros trabalhos representativos de Takahashi incluem “Ranma 1/2” e “Inuyasha”.

Fonte: Asahi

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *