“Bury Me, My Love”, um jogo intenso e emocionante

O jogo acontece por meio de uma conversa no celular no estilo WhatsApp entre Nour e seu marido, Majd, que permanece em na cidade de Homs, destruído pela guerra, cuidando de seus parentes idosos.

Jogamos como Majd, respondendo às mensagens de texto da esposa, oferecendo apoio e conselhos através de uma série de opções de diálogo.

Fonte: The Pixel Hunt, Figs, Arte France/Playdius

Nour é um profissional de classe média que trabalha no campo da medicina. Ela quer escapar da guerra que destruiu sua vida e as vidas de todos que ela conhece. A jornada de Nour a leva através de muitos países, através de fronteiras rigidamente protegidas, bem como montanhas e mares perigosos. Ela sai com uma variedade de colegas refugiados e migrantes. Alguns a ajudam. Outros procuram sua ajuda. Outros a exploram.

Para sua jornada, ela tem recursos práticos, como alguns milhares de dólares e, claro, seu celular. Nour confia no apoio emocional de Majd, bem como no seu acesso rápido a informações que a ajudarão a tomar decisões, como dirigir-se à fronteira húngara ou à fronteira croata.

Ambos Nour e Majd são bem versados no tumulto político dos países que ela deve atravessar, em sintonia com a hostilidade e o racismo que ela pode esperar enfrentar. Mas quando se surpreendem, fazem uso da tecnologia da informação para tentar encontrar uma solução. Os caminhos dos migrantes entre a Síria e a Europa estão bem documentados online.

“Bury Me, My Love” é a história de um casal, pessoal e sensivel. Mas é também a história de incontáveis milhares de imigrantes que estão tentando escapar da violência ou da pobreza. Na busca por uma vida melhor, eles se colocam à mercê dos elementos, Eles se opõem às forças policiais, exércitos e fanáticos contra a imigração.Nour enfrenta tudo isso e muito mais, mas a história nunca parece exagerada.Às vezes, é assustador, outras vezes, é engraçado. E convincente.

Fonte: The Pixel Hunt, Figs, Arte France/Playdius

A história, diz o estúdio, é baseada em experiências reais de migração, a qual consegue nos mostrar o que significa deixar uma vida em busca de outra. Nour é uma pessoa inteligente, divertida e honesta. Mas ela é pressionada aos limites. Para sobreviver, ela não pode mais viver de acordo com as regras de sua vida anterior. Ela tem que criar suas próprias fronteiras éticas enquanto cruza de um país para outro.

Há pequenas coisas que podemos fazer pelos refugiados através das instituições de caridade apropriadas, ou através dos nossos sistemas políticos. Nós também podemos ouvir suas histórias. Enterre-me, meu amor é brilhante narrativa. É um ponto de acesso levemente interativo para as vidas que estão sendo vivenciadas no momento, que todos nós, muitas vezes, descartamos como as dificuldades dos povos distantes.

O conto interativo foi lançado em dispositivos móveis no final de 2017. Esta semana, chega ao Nintendo Switch e ao Windows PC.

Fonte: Polygon

Anúncios

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta