Agência espacial do Japão para monitorar a deterioração da infra-estrutura via satélite

A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) desenvolveu um sistema para monitorar eficientemente a deterioração da infra-estrutura – como aterros de rios, aeroportos e portos – usando o satélite avançado de observação terrestre Daichi-2.

De acordo com a JAXA, ele pode monitorar uma área ampla de uma só vez, o que deve reduzir significativamente a quantidade de mão-de-obra necessária para as inspeções. O sistema estará disponível por uma taxa para o governo central, governos locais e empresas privadas, para melhorar suas medidas de prevenção de desastres.

O Daichi-2 envia ondas de rádio para o chão e mede as ondas refletidas. As características das ondas refletidas mudam de acordo com a forma da terra, permitindo a detecção de mudanças no solo.

A JAXA aplicou esta função para desenvolver um sistema capaz de detectar o afundamento e o colapso de aterros, aeroportos e portos. Começou uma experiência para verificar a tecnologia em cooperação com empresas no ano fiscal de 2014.

O sistema detectou com precisão um afundamento de mais de 30 centímetros no aterro do rio Yuragawa, que passa pelas prefeituras de Kyoto e Hyogo, e uma queda de sete centímetros no aeroporto de Kobe durante um ano.

Isso levou a JAXA a concluir que a tecnologia atingiu o nível de uso prático.

O governo central administra um total de cerca de 9.000 quilômetros em aterros de rios em todo o país. Suas diretrizes estipulam que ele deve checá-las visualmente duas vezes por ano e medi-las uma vez a cada cinco anos.

No entanto, os requisitos tornaram-se um fardo pesado devido a escassez de mão-de-obra e dificuldades fiscais. A situação é a mesma para aeroportos, portos e outros aterros administrados por governos ou empresas locais.

De acordo com Naoya Tomii, gerente de aplicativos de satélite da JAXA: “Observações e pesquisas conduzidas por pessoas podem ser substituídas pelo monitoramento de satélites. Se o sistema for introduzido nas diretrizes do governo, reduzirá o trabalho despendido e o custo das inspeções ”.

Fonte: The Japan News

Anúncios

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta