3 mortos e dezenas feridos após explosão de vazamento de gás em Paris

Uma explosão poderosa, aparentemente causada por um vazamento de gás, explodiu uma padaria em Paris no sábado, matando três pessoas e ferindo dezenas de pessoas ao explodir janelas e derrubar carros nas proximidades, disseram autoridades francesas.

Testemunhas descreveram o som da explosão como ensurdecedor. Bombeiros retiraram vítimas feridas e evacuaram moradores e turistas enquanto um incêndio se alastrava e a fumaça subia sobre a Rue de Trevise, no centro-norte de Paris.

Entulho carbonizado e vidro quebrado cobriam a calçada em torno do prédio de apartamentos que abrigava a padaria, que parecia uma carcaça enegrecida, e as pessoas ficavam presas nos prédios próximos.

O ministro do Interior, Christophe Castaner, prestou homenagem à coragem dos salvadores, que salvaram a vida de um bombeiro que foi enterrado sob os escombros por duas horas e meia.

O Ministério do Interior francês disse que dois bombeiros e uma turista espanhola foram mortos pela explosão e que cerca de 10 dos 47 feridos estavam em estado crítico. As autoridades francesas corrigiram a cifra de quatro mortos dada anteriormente pelo ministro do Interior da França.

O promotor de Paris, Remy Heitz, disse que a causa da explosão parece ter sido um vazamento acidental de gás. Ele disse que os bombeiros de Paris já estavam no local para investigar uma suspeita de vazamento de gás na padaria quando a explosão aconteceu por volta das 9h da manhã.

O ministro do Exterior espanhol, Josep Borrell, twittou: “Lamento profundamente a morte de três pessoas após a explosão no centro de Paris, incluindo uma espanhola”. Ele compartilhou condolências aos parentes e “deseja uma rápida recuperação para o outro espanhol ferido”.

O jornal espanhol El Pais relatou que a mulher era uma turista hospedada em um hotel perto da padaria, que fica na esquina do teatro Folies-Bergere e não muito longe do distrito comercial de Paris, que inclui a famosa sede da Galeries Lafayette.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, estendeu uma “mensagem de afeto e solidariedade” às vítimas. Ela disse que muitos moradores e turistas foram evacuados de prédios e hotéis vizinhos, e as autoridades de Paris estavam ajudando a fornecer acomodações temporárias.

Autoridades disseram que cerca de 200 bombeiros e policiais estavam envolvidos na operação. Um helicóptero evacuou os feridos. Bombeiros de capacete de prata e caminhões de bombeiros vermelhos enchiam a rua e inspecionavam pátios adjacentes.

Pedro Gonçalves, funcionário do Hotel Mercure, em frente à padaria, disse que viu os bombeiros entrarem na padaria pela manhã, mas ele e seus colegas de trabalho “pensaram que talvez seja uma piada, um alarme falso” e voltaram ao trabalho.

Cerca de uma hora depois, ele disse que uma explosão balançou as ruas ao redor, uma tão poderosa que ele sentiu um assobio em seus ouvidos.

“Ouvi uma grande explosão e, em seguida, muita pressão veio em mim, muita fumaça preta e vidro”, disse ele. “Eu tive tempo suficiente para descer e me cobrir e proteger minha cabeça.”

Fonte: AFP

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *