Terremoto de magnetude 5.1 atinge Japão

Um terremoto com uma magnitude estimada de 5,1 atingiu a província de Kumamoto, no sudoeste do Japão, na quinta-feira, mas não houve alertas de tsunami ou relatos imediatos de danos importantes.

O terremoto, que registrou 6 graus mais baixos na escala de intensidade sísmica japonesa de 7, ocorreu na cidade de Nagomi e arredores por volta das 18h10. a uma profundidade de 10 quilômetros, a agência meteorológica disse.

Não houve relatos imediatos de feridos graves na cidade ou em outro lugar, disse o porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, em entrevista coletiva.

A Kyushu Electric Power Co. disse que não houve falta de energia na prefeitura, que foi atingida por uma série de terremotos em abril de 2016.

Não houve anormalidades nas usinas nucleares de Genkai, Sendai e Ikata em prefeituras próximas, segundo os serviços públicos.

“Sentimos tremores sucessivas”, disse Koji Fukuda, proprietário de uma loja de macarrão de 47 anos na cidade de Nagomi, acrescentando que seus clientes se escondiam sob as mesas e nenhum ficou ferido.

“O tremor foi pior do que o terremoto de 2016 e eu pensei que um prédio entraria em colapso. Foi assustador”, disse um funcionário de uma loja masculina na cidade.

Uma autoridade da Agência Meteorológica do Japão disse acreditar que o terremoto de quinta-feira não tenha relação com os terremotos de 2016, incluindo dois que registraram o nível mais alto de 7 na escala de intensidade sísmica na cidade de Mashiki.

Mas Shinji Toda, professor de sismologia da Universidade de Tohoku, disse que, embora a verificação seja necessária, o último terremoto pode ter sido desencadeado por aqueles que atingiram a Prefeitura de Kumamoto em 2016.

Desde então, o número de fortes tremores que podem ser sentidos diminuiu significativamente, mas vários terremotos pequenos continuaram ao longo dos anos em áreas afetadas desta vez, disse Toda.

O governo central montou uma força-tarefa de emergência no gabinete do primeiro-ministro para verificar qualquer dano com as municipalidades locais.

Todos os serviços de trem-bala shinkansen entre Kumamoto e Hakata, na província de Fukuoka, foram suspensos na quinta-feira, segundo a Kyushu Railway Co.

“Houve tantos desastres naturais no ano passado em todo o país, então eu não esperava que houvesse um terremoto tão cedo no ano. Eu tenho medo de tremores secundários”, disse um homem de 45 anos que gerencia uma fonte termal em Nagomi.

Fonte: Kyodo News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.