Pelo menos 75 mortos depois da tempestade Usman atingir as Filipinas

Dezenas de pessoas foram mortas depois que uma forte tempestade varreu as Filipinas no fim de semana.

A depressão tropical, localmente chamada Usman, causou fortes chuvas no sábado, causando inundações catastróficas e provocando deslizamentos mortais, informou a Agência Nacional de Redução e Gestão de Risco de Desastres na segunda-feira.

Em sua última atualização oficial, a agência disse que o número de mortos subiu para 75, com mais 12 pessoas feridas. Pelo menos 16 outras ainda estão desaparecidas nas regiões de Bicol e Eastern Visayas, disseram autoridades.

A tempestade afetou quase 190 mil pessoas, disseram autoridades, com dezenas de áreas que enfrentam falta de energia como resultado de danos à infraestrutura. Até 69 casas foram danificadas, com 41 delas totalmente destruídas.

Milhares de viajantes ficaram retidos em aeroportos, portos marítimos e terminais de ônibus depois que vários voos domésticos e serviços de balsas foram cancelados, informou a Reuters.

A agência nacional de desastres disse que o sistema climático “não está mais afetando nenhuma parte do país”, mas prevê chuvas fracas em algumas áreas.

Tempestades tropicais costumam atravessar as Filipinas. O tufão Mangkhut, o mais forte tufão de 2018, atingiu o país do sudeste asiático em setembro, com ventos de até 270 quilômetros por hora e causando devastação no norte das Filipinas.

Mais de 100 pessoas foram mortas por Mangkhut antes de entrarem em Hong Kong e no sul da China.

A pior tempestade que atingiu as Filipinas em uma geração ocorreu em 2013, quando o Super Tufão Yolanda matou mais de 6 mil pessoas e desalojou quase 4 milhões de outras.

Fonte: CNN

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *