China “criminalizará” o doping a partir de 2019

Atletas chineses que usam drogas para melhorar o desempenho receberão punições criminais e penas de prisão no próximo ano, enquanto a China reprime o doping antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, informou a mídia estatal.

A administração esportiva e a autoridade judicial da China estão elaborando regras que aplicariam a lei criminal aos casos de doping, informou a agência oficial de notícias Xinhua nesta sexta-feira.

Citando declarações feitas em uma reunião na sexta-feira por Gou Zhongwen, diretor da administração esportiva da China, a Xinhua disse que as novas punições antidoping serão postas em prática “provavelmente no início de 2019”.

“É nossa vontade mostrar ao mundo que estamos falando sério sobre o antidoping e estamos tomando medidas concretas sobre o combate ao doping”, disse Gou.

A administração esportiva da China disse que não pode confirmar o relatório da Xinhua.

Os escândalos de doping têm aumentado nos ultimos eventos olimpicos, levando até a atletas chineses perderem medalhas de ouro.

Em janeiro de 2017, três medalhistas de ouro de levantamento de peso de mulheres chinesas nas Olimpíadas de Pequim de 2008 foram desqualificados e despojados de suas medalhas por doping após uma reanálise de seus testes de drogas.

Fonte: The Japan News

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *