Jair Bolsonaro diz que vai “tomar medidas contra a Venezuela e Cuba”

O presidente da extrema-direita brasileira, Jair Bolsonaro, disse na terça-feira que tomará todas as medidas “dentro do estado de direito e democracia” para se opor aos governos da Venezuela e Cuba.

O presidente eleito não forneceu detalhes durante o vídeo ao vivo do Facebook quando fez seus comentários mais recentes sobre a Venezuela e Cuba.

Os Estados Unidos estão contando com o Brasil sob Bolsonaro para ser um aliado estratégico.

Jair Bolsonaro, durante uma entrevista à imprensa em Brasília, em 5 de dezembro. Fonte: AP

No final de novembro, o conselheiro de segurança nacional do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, John Bolton, encontrou-se com Bolsonaro em sua casa no Rio de Janeiro para ajudar a consolidar os laços.

Bolton disse que a eleição de Bolsonaro foi uma “oportunidade histórica” ​​para o Brasil e os Estados Unidos trabalharem juntos em segurança, economia e outras questões.

Bolton saudou a eleição de Bolsonaro como um sinal positivo de que o Brasil apoiaria a pressão norte-americana sobre o governo esquerdista de Nicolas Maduro, da Venezuela, que ele descreve como parte da “troika da tirania” nas Américas, ao lado de Cuba e Nicarágua.

Fonte: Japan Times

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *