Kyoji Horiguchi vs. Darrion Caldwell faz parte do bem-sucedido esforço de promoção cruzada entre o Rizin e o Bellator ( Cortesia : Divulgação / Twitter / Scott Coker ).

A parceria do Rizin com o Bellator e a estreia do ex-WWE Jack Swagger no MMA

A parceria do Rizin com o Bellator e a estreia do ex-WWE Jack Swagger no MMA
Rate this post

Em novembro de 2017, o Bellator fez barulho ao anunciar a contratação do ex-astro da WWE ( empresa norte-americana de luta livre profissional ) Jake Hager, conhecido como “Jack Swagger”.
Mas, apesar do que foi anunciado inicialmente, ele não estreou na promoção de Scott Coker em 2018 e, ao contrário, irá fazer a sua estreia no MMA profissional apenas em 2019.
A informação foi confirmada por um oficial do Bellator ao jornalista Ariel Helwani.

A luta acontecerá no dia 26 de Janeiro de 2019, no Bellator 214, em Inglewood, no estado americano da Califórnia, no evento que terá como combate principal a final do ‘Bellator Heavyweight Tournament’ entre o lendário lutador Fedor Emelianenko e Ryan Bader.

O ‘card’ irá ao ar na Paramount e também será transmitido no DAZN ( serviço de “streaming” de vídeo por assinatura de propriedade do Perform Group e que promete desbancar as transmissões feitas pelo sistema de pay-per-view das televisões por assinatura ao longo dos próximos anos. O serviço do DAZN é dedicado ao esporte, oferecendo transmissão ‘ao vivo’ e sob demanda de eventos de várias propriedades ).

A estreia do peso-pesado Jake Hager será diante de JW Kiser, um lutador de 41 anos, que tem um “record” de 0 vitórias e 1 derrota, o que indica que o presidente da Bellator, Scott Coker, tentou arranjar um adversário o mais fácil possível para o ex-WWE.
Hager, de 36 anos, deverá fazer seis lutas de MMA, conforme especificado em seu contrato com o Bellator.

Hager ainda tem outro show de wrestling profissional ( pro wrestling / telecatch / luta livre / puroresu ) para fazer neste sábado, e depois disso ele estará se dedicando ao treinamento de MMA em tempo integral para fazer a sua estréia profissional no ‘cage’ do Bellator.

Hager é um dos últimos pro-wrestlers a fazer a transição para o MMA. Essa lista inclui nomes como Brock Lesnar, CM Punk e Bobby Lashley.
Alguns jornalistas sugerem que, assim como Lashley, ele também poderia alternar as suas participações no Bellator e no Pro Wrestling, dividindo a sua carreira entre o MMA e a luta livre profissional, apresentando-se em companhias independentes, uma vez que este não renovou seu contrato com a WWE.

Não custa lembrar que que Jack Swagger também foi campeão All-American na universidade de Oklahoma, em luta livre colegial.

Outra novidade, esta anunciada pelo próprio Scott Coker à ESPN, é que o Bellator poderá trabalhar mais vezes com o evento japonês Rizin FF ao longo do ano de 2019.
A parceria entre ambas as organizações será retomada já nesse evento da véspera de ano novo, quando Darrion Caldwell, o campeão peso galo do Bellator, irá lutar contra Kyoji Horiguchi pelo título do Rizin FF.

Segundo Coker, Caldwell chegará à Tóquio como um herói disposto a roubar um novo cinturão em terras inimigas. Essa “justificativa” também será utilizada por Nobuyuki Sakakibara, presidente do Rizin, para enviar o lutador Kyoji Horiguchi ao Bellator.
O vencedor irá defender o cinturão contra o próximo candidato ao título, uma vez que defender seu território contra um invasor é um grande negócio promocional no meio das lutas.
Isso será muito importante para o Bellator e para o Rizin, pois as lutas cruzadas pelo título das promoções é exatamente o que ambas as franquias precisam agora.

Os dois dirigentes – Coker e Sakakibara – têm uma história, desde a época em que o primeiro era o chefe do Strikeforce.
E realmente, de muitas maneiras ele é a pessoa ideal para fazer algo parecido com este trabalho. Coker tem a reputação de ser um bom negociante e bem menos bombástico do que o presidente do UFC, Dana White.
O formato já funcionou para o Bellator e também deverá funcionar para o Rizin.

E, não vamos nos enganar, fazer um grande negócio do nada é essencialmente o trabalho do promotor de lutas. Às vezes, lutas com muito apelo “caem no seu colo”, mas na maioria das ocasiões é preciso muito trabalho duro para levar o público ao ginásio.

Os torneios são uma maneira de criar algo significativo, e tanto o Rizin quanto o Bellator já fizeram bom uso deles. Trabalhar em conjunto para criar uma luta campeão-contra-campeão é outro caminho, embora um pouco mais complicado.

E para qualquer promoção que não seja chamada de UFC, esse é o maior e mais extenuante desafio que existe.
Mas, se todos os obstáculos forem gerenciados adequadamente, eventos conjuntos como esse poderão acontecer mais vezes, o que será muito estimulante para o esporte, além de fazer frente ao monopólio no mundo do MMA.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 6/12/2018

Ex-astro da WWE, Jack Swagger tem sua estreia no MMA programada para o Bellator 214, em Janeiro de 2019 ( Foto: Joachim Sielski / Bongarts / Getty Images ).

Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ

Oriosvaldo Costa “Mr. Kung Fu”. O primeiro muçulmano lutador de MMA do Brasil. 7 lutas : 3 vitórias, 3 derrotas, 1 No Contest.

Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ has 111 posts and counting. See all posts by Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *