Tomo Maesawa conquistou o cinturão do peso átomo feminino após vencer Mira Kurobe ( Cortesia : Akihito Tatematsu )

Tomo Maesawa e Reina Miura vencem na 22ª edição do DEEP Jewels no Japão

Tomo Maesawa e Reina Miura vencem na 22ª edição do DEEP Jewels no Japão
Rate this post

Tomo Maesawa conquistou o cinturão do peso átomo feminino após vencer Mira Kurobe ( Cortesia : Akihito Tatematsu )

O DEEP Jewels, originalmente uma marca de propriedade da Marverous Japan Co., Ltd. é uma promoção exclusiva de lutas femininas no Japão. Seu intuito é revelar uma elite de mulheres competidoras de MMA na terra do Sol Nascente, para que os talentos do país não se resumam à apenas um punhado de lutadoras.

O show – que também é o sucessor direto do Smackgirl – teve a sua edição inaugural em 16 de novembro de 2008.

Os eventos que eram chamados anteriormente de Jewels MMA passaram à ser realizados pela mesma companhia que promove o DEEP Impact, depois que esta absorveu as suas operações em 25 de maio de 2013, e à partir daí a nova série foi batizada de DEEP Jewels.

Atualmente, o presidente do DEEP Impact, Shigeru Saeki, também é o supervisor do DEEP Jewels, o que faz com que haja uma aproximação profissional entre os colegas de trabalho de ambas as promoções.

No sábado, 1º de dezembro de 2018, o DEEP Jewels realizou seu 22º evento no Shinjuku FACE.
O Shinjuku Face é um salão de eventos localizado no 7º andar do complexo Humax Pavilion Shinjuku, 1-20-1, Kabukicho, em Tóquio, no Japão.
O local tem uma capacidade para receber aproximadamente 600 pessoas e também abriga principalmente outros shows de MMA, Boxe e Pro Wrestling.

Essa 22ª edição do DEEP Jewels que foi ao ar na Abema TV ( Japão ) teve como destaque a luta em que Tomo Maesawa venceu Mina Kurobe por decisão dividida para conquistar o título válido pelo campeonato do peso-átomo feminino no ‘main event’( evento principal ) do show.

Enquanto Kurobe superou sua última oponente ( Satomi Takano ) no Deep Jewels 19, em março, desta vez foi uma história diferente. Maesawa provou ter uma excelente técnica de luta no chão e derrubou Kurobe com um soco “super-man” já no segundo round.
Mas quando o round final começou, Kurobe mostrou a sua eficiência com joelhadas à partir do ‘clinch’. Contudo, ela ainda não foi capaz de levar Maesawa ao chão. A luta foi levada para a decisão dos juízes que deram a vitória por decisão dividida ( 30-27, 28-29, 29-28 ) para Maesawa, que se tornou assim a nova campeã dessa categoria de peso.

Outra atração foi o retorno de Reina “King” Miura ( Fight Club 428 ) ao Deep Jewels após uma ausência de seis meses para enfrentar a lutadora alemã Judith Ruis. Reina vinha direto de uma derrota para Kaitlin Young ( no Rizin FF- Rizin 12 ) e procurava apagar aquela atuação.
Desde os primeiros rounds, Miura superou Ruis em pé e com quedas, mas no terceiro as duas mulheres pareciam cansadas e incapazes de causar qualquer dano significativo.
A luta durou os três rounds completos e Miura foi a vencedora, melhorando assim o seu recorde para 10 vitórias e apenas duas derrotas.

No ‘undercard’ Satomi “Sarami” Takano lutou contra Yuko Saito. Essa foi a primeira vez que Saito lutou sob regras que permitiam o uso dos cotovelos. Saito esteve mais forte no início, mas Takano lutou com essa regra muitas vezes. Finalmente, Takano venceu com um total de 3-0.

O Deep Jewels 22 também viu Nanaka Kawamura, uma estrela em ascensão no MMA feminino do Japão, enfrentar a ‘striker’ Tomomi Souda. Kawamura ( que pertence ao grupo “Masked Girls” ), dominou Souda com quedas e usou suas habilidades de luta agarrada para controlar a sua adversária no solo, conseguindo assim a vitória.

Em seu discurso pós-luta, Kawamura apelou ao chefe do Rizin FF, Nobuyuki Sakakibara, por uma vaga no evento da véspera de ano novo. Sakakibara disse que essa era uma possibilidade e que iria analisar a inclusão de Kawamura no ‘card’.

Confira abaixo os resultados do Deep Jewels 22 :

Deep Jewels 22
01 de Dezembro de 2018.
Shinjuku Face
Tóquio, Japão.

Tomo Maesawa derrotou Mira Kurobe por decisão dividida ( 30-27, 28-29, 29-28 ) – título do peso átomo feminino
Reina Miura derrotou Judith Ruis por decisão unânime ( 30-27, 29-28, 29-28 )
Satomi “Sarami” Takano derrotou Yuko Saito por decisão unânime ( 30-27 × 3 )
Mika Nagano vs. Tanja Hoffman : luta terminou empatada por decisão majoritária ( 18-20, 19-19, 19-19 )
Yukari Nabe derrotou Takamori Ibu por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Sayuri Yamaguchi derrotou Yuko Kiryu por decisão unânime ( 20-18, 20-17, 20-18 )
Nanaka Kawamura derrotou Tomomi Souda por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Asami Nakai derrotou Izumi Noguchi por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Kotori Minato derrotou Mae Sasaki por decisão da maioria ( luta amadora )
Mao Ueda derrotou Chelsea por decisão unânime ( luta amadora )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 5/12/2018

Reina “King” Miura vem alternado suas apresentações no DEEP Jewels e no Rizin FF ( Cortesia : Divulgação DEEP Jewels ).

Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ

Oriosvaldo Costa “Mr. Kung Fu”. O primeiro muçulmano lutador de MMA do Brasil. 7 lutas : 3 vitórias, 3 derrotas, 1 No Contest.

Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ has 111 posts and counting. See all posts by Oriosvaldo Costa | オリオスバルドコスタ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *