Japão inaugura seu primeiro canal de TV com transmissão em 8K

Japão inaugura seu primeiro canal de TV com transmissão em 8K
Rate this post

O último sábado (1) marcou uma nova era para a transmissão televisiva no Japão com a emissora NHK inaugurando um novo canal e transmitindo seu primeiro filme com taxa de definição 8K — 16 vezes mais que a resolução TVHD. E, mesmo que poucas pessoas atualmente tenham uma televisão capaz de chegar a essa resolução, o canal exibiu 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick, em meio à grade de inauguração da nova programação.

A NHK também informou que esteve desenvolvendo a tecnologia 8K (chamada pela emissora japonesa de super hi-vision) desde 1995 e, além de melhorias na resolução da imagem, as transmissões com essa taxa de definição também incluem 24 canais de áudio para entregar um som surround imersivo aos espectadores.

Todo esse preparo também tem um motivo a ser cumprido em breve: transmitir os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio em 2020, nesse novo formato de exibição. Para tanto, fabricantes como a Samsung e a LG já anunciaram televisões com capacidade até 8K, muito embora os preços para se adquirir um ainda sejam altos demais.

Além disso, em seu novo canal, BS8K, a NHK transmitirá programas por cerca de 12 horas. A exibição de 2001: Uma Odisseia no Espaço foi para oferecer “uma obra-prima da história do cinema” na noite de lançamento. O longa foi, inclusive, rodado em um filme de 65mm, a mais alta tecnologia na época (muitos ainda usam 35mm), tendo a Warner Bros digitalizado os negativos originais da obra, reparando arranhões e fornecendo uma versão 8K.

Em março, a NHK planeja exibir outro grande clássico: My Fair Lady com Audrey Hepburn, que também foi filmado em filme de 65mm. Em 2019, por sinal, é esperado que o público comece a aderir aos televisores 8K gradativamente. Isso porque o custo de produção e de aquisição de uma TV com essa tecnologia é alta.

No lançamento, por exemplo, uma da Sharp custava cerca de US$ 133.000 (mais de R$ 500 mil se convertido diretamente). Hoje, uma TV 8K da Samsung custa cerca de US$ 15.000 (R$ 57.420 aproximadamente). Porém, vale apontar que os usuários também precisam de pelo menos 4 cabos HDMI e, em especial, de um receptor de satélite compatível com a tecnologia. A Sharp produz um acessório do gênero e custa, atualmente, 250,000 ienes (R$ 8.480).

Considerando todos esses dados, a NHK planeja executar transmissões ao redor do Japão. A estratégia é simples: realizar eventos ao vivo e transmitir usando televisores 8K para que as pessoas vejam com seus próprios olhos como é a tecnologia.

Fonte: CanalTech // BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *