简体中文 - English - 日本語 - 한국어 - Português - Español

Polícia rodoviária de Mie: fiscalização com ‘olho de gavião’

A polícia rodoviária de Mie está com um novo instrumento para as suas patrulhas nas rodovias e vias expressas. Na verdade, já tinha adquirido uma em 2005 mas quebrou e estava no almoxarifado. Como obteve verba para o conserto, a partir de abril deste ano voltou a usá-lo.

Trata-se do hawk eye ou ‘olho de gavião’, na tradução livre. É um equipamento com câmera e um sistema de posicionamento baseado em satélite-GPS, parecido com aquele que captura imagem do motorista com excesso de velocidade.

‘Olho de gavião’: evitar a condução imprudente

A particularidade do ‘olho de gavião’ é conseguir medir a distância entre dois veículos na rodovia ou via expressa, com laser, e em seguida registrar o momento em foto. Assim, pode-se imprimir a ocorrência com data, horário, distância e o flagrante para enviar ao motorista infrator.

A condução imprudente, quando o motorista de trás se aproxima demais pressionando o da frente, tem causado acidentes graves. Em japonês é chamada de あおり運転, lê-se aori unten. A polícia rodoviária de Mie está disposta à repressão exaustiva dessa ação considerada perigosa. É considerada criminosa na ocorrência do acidente.

30 multas desde abril

Por isso, durante as patrulhas vem usando o ‘olho de gavião’. Mesmo com um único dispositivo, desde abril, registrou mais de 30 casos. Encaminhados aos motoristas infratores nenhum deles admitiu a direção perigosa. Mas, com a foto documentando o flagrante o motorista não tem como fugir dessa infração.

Dos 215 casos de acidente que causaram lesões 173 foram de choque na traseira. O índice de 80% é alto, o que pode indicar distração ou porque não manteve uma certa distância do veículo da frente. A atuação do ‘olho de gavião’ é para evitar que o motorista que dirige com segurança seja vítima de um outro imprudente ou apressado.

Fonte: Chunichi Shimbun

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments