Chantagens rendem ¥200 milhões: 4 presos, de casa de prostituição

A polícia de Nagoia (Aichi) anunciou a prisão de 4 homens, sendo um deles dono de uma casa de prostituição da cidade. Foi identificado como Tomio Nakagawa, 38 anos, japonês, residente em Hasshotori, Mizuho-ku, na capital de Aichi, mais 3 envolvidos.

De acordo com a polícia, os 4 são de uma casa de prostituição por demanda, chamada First Class. Eles enviavam as mulheres para os locais determinados pelos clientes.

Os motivos para a prisão foram 2 casos. Um deles foi na madrugada de 21 de maio deste ano quando um homem de 34 anos, da província de Shizuoka, foi chantageado no motel do bairro de Chikusa. “Você leu no documento de compromisso que se consumasse o ato faturaríamos 1 milhão de ienes, não viu?”, teria ameaçado. Com isso obteve 300 mil ienes, forçosamente.

O outro teria ocorrido na madrugada de 21 de agosto em um apartamento em Nishi-ku, onde a vítima foi um homem do bairro, de 42 anos. Ele teria entregue 1 milhão de ienes, sob coação.

Segundo as autoridades Nakagawa afirma “não sei de nada”, enquanto os outros 3 permanecem em silêncio.

Há suspeita de que desde o início do ano passado os 4 teriam chantageado pelo menos 200 homens, dos quais podem ter obtido pelo menos 200 milhões de ienes.

Fonte: Chunichi

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, programador, desenvolvedor e editor de artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *