As Gaiolas de Trump

Colunista: Prof. Alan Nunes Bica*

Professor: Alan Nunes Bica

Correram o mundo, nas últimas semanas, imagens que poderia muito bem se referir ao período da Segunda Guerra Mundial, ocorrido mais de 70 anos atrás. Mas não, elas são do tempo presente. Crianças, imigrantes, de todos os tipos e idades, enjauladas, algumas em completo terror e desespero. As imagens causaram muitos mal-estar, inclusive da própria cúpula do governo Trump, levando a muitas manifestações de repúdio e a exigência de medidas que acabasse com essa situação imediatamente.

Inicialmente, não soube muito o que dizer em relação a elas. Posso até dizer que, não fiquei chocado. O presidente Trump já demonstrou inúmeras vezes o seu total desprezo por algumas prerrogativas básicas, no que concerne aos mínimos preceitos para uma conduta ética ou moral de alguma razoabilidade. Não falarei aqui em direitos humanos porque, falta o respeito aos mesmos não só agora, mas, ao longo de toda a história norte-americana.

Não podemos nos esquecer das manifestações do presidente em relação aos mesmos imigrantes na campanha eleitoral, em relação aos protestos da extrema direta em Charlottesville, ao atentado a boate LGBT em Orlando, dentre outras situações mais específicas do cotidiano americano.

Agora, passado certo tempo, a tristeza é o sentimento que mais se faz presente quando vem à tona o assunto. Tristeza por não poder fazer nada para auxiliar aquelas crianças. Tristeza por acreditar que, apesar de todos os protestos, muito pouca coisa vai mudar. A Jaula pode sair, mas o desrespeito continuará. E, além disso, e mais grave ainda, por verificar que existem muitas pessoas que defendem o presidente no que se refere a esta política, como o deputado Marco Feliciano, que comentou que Trump “apenas aplicou a lei” .

Enfim, infelizes tempos são esses em que, as coisas são vistas, revistas, chegam aos quatro cantos do mundo e o mundo, apático, assiste ao espetáculo sem nada ou quase nada a se fazer. Fazendo outra analogia com a Segunda Guerra, lá em meados dos anos 1930, a Europa, ou parte dela, via os acontecimentos na Alemanha de Adolf Hitler e nenhuma atitude mais drástica era tomada. As potências europeias deixaram a coisa acontecer, temendo que uma nova situação de conflito se instaurasse. O que aconteceu? Milhões de pessoas, mortas em campos de concentração, muitas delas, crianças. Estou exagerando? Não sei. Mas que é triste esta atual situação, isto é.

Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Webmaster, analista, desenvolvedor e editor de artigos.

Leandro | レアンドロ・フェレイラ has 2146 posts and counting. See all posts by Leandro | レアンドロ・フェレイラ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *