Neymar vê “dúvidas” como normais e crê em recuperação até a Copa

A exatos dois meses da estreia do Brasil na Copa do Mundo, Neymar ainda anda com muletas e tem uma bota na perna direita. O atacante do Paris Saint-Germain, principal jogador da Seleção, admite que também passa por momentos de insegurança, mas confia em uma recuperação bem-sucedida até o torneio.

“Pretendo chegar melhor do que estava. É claro que existem certas dúvidas. Às vezes, eu também sinto, mas é normal para alguém que passou pela primeira cirurgia da carreira. Nunca passei por isso e está sendo muito difícil ficar sem jogar, sem treinar, fora do ambiente de trabalho”, descreveu Neymar.

O jogador foi apresentado nesta terça-feira como embaixador de uma multinacional chinesa de eletroeletrônicos. Assim que subiu ao palco do evento realizado em São Paulo, perguntou à mestre de cerimônias se iria ficar de pé. Quando a poltrona chegou, o astro sentou imediatamente.

“Está sendo muito ruim ficar no Brasil e ver meu time jogando, fazendo gol e sendo campeão. Queria muito estar com eles, mas há uma coisa maior, que é a saúde, e tenho que cuidar. Quando voltar a treinar, vou me dedicar ainda mais, porque a Copa do Mundo é um sonho. Esperei quatro anos e já está perto”, declarou.



Neymar sofreu uma fissura no quinto metatarso do pé direito no último dia 25 de fevereiro, durante a vitória do Paris Saint-Germain sobre o Olympique de Marselha, pela 27ª rodada do Campeonato Francês. O atleta vem fazendo tratamento intenso no Brasil e espera estar liberado para retomar as atividades por volta do dia 17 de maio.

O técnico Tite divulga a lista final de convocados para o Mundial da Rússia no próximo dia 14 de maio. Nos dois últimos amistosos do Brasil antes do torneio, os adversários serão Croácia (3 de junho) e Áustria (10 de junho). A estreia na Copa está marcada para 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov.

Fonte: msn.com

In this article

Join the Conversation

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.