O Jungle Fight Inoki ISM Legends, também chamado de Inoki ISM Jungle Fight Japan, será realizado dia 31 de agosto de 2018, no Japão ( Cortesia : Divulgação Jungle Fight / Inoki ISM ).

Wallid Ismail reata parceria com o ex-Senador japonês Antonio Inoki

O Jungle Fight Inoki ISM Legends, também chamado de Inoki ISM Jungle Fight Japan, será realizado dia 31 de agosto de 2018, no Japão ( Cortesia : Divulgação Jungle Fight / Inoki ISM ).

Wallid Ismail-um pioneiro lutador de MMA e faixa preta de Jiu Jitsu do lendário Carlson Gracie- não cansa mesmo de trabalhar pelo esporte que tanto ama.
Consagrado promotor de eventos, Wallid também criou o Jungle Fight em 2003, tendo produzido a edição inaugural do seu show em Manaus-AM.
Sendo o termo ´Jungle´ alusivo ao seu estado origem ( Amazonas ).
Em suas primeiras quatro edições, o show foi promovido em parceria com o ex-Senador Japonês Antonio Inoki.

Inoki ( 75 anos ), também é um ex-lutador de Pro Wrestling e um ícone da modalidade no Japão.
Sua luta de aposentadoria se deu diante de um Tokyo Dome lotado por 70.000 espectadores que foram prestigiar seu confronto com o norte-americano Don Frye, em 4 de abril de 1998.

Para esse ano e com o intuito de comemorar os 110 anos da imigração japonesa para o Brasil, Inoki está planejando promover a terceira edição anual do seu evento : o “Inoki ISM.3”.
O Brasil é o país onde Inoki passou parte da sua infância, tendo vindo para cá aos 13 anos e ele também quer fazer uma dedicatória à amizade entre o Japão e o Brasil até agora.

Wallid Ismail, que já vinha anunciando em suas redes sociais a realização do Jungle Fight Legends ( edição especial do seu evento, cuja proposta é casar lutas de MMA entre os veteranos do esporte ), aproveitou a deixa para incentivar e dar oportunidade – também – à nova geração de guerreiros japoneses e brasileiros.

Assim sendo, a dupla reatou a sua parceria e anunciou a realização do Inoki ISM Jungle Fight Japan para o dia 31 de Agosto. O show também vem sendo chamado de Jungle Fight Inoki ISM Legends.

O show que-como falamos anteriormente-marcará o 110º aniversário dos imigrantes japoneses no Brasil, terá lugar no Ota Ward General Gymnasium e contará com um desafio Brasil vs. Japão sob as regras do MMA.

As lutas serão realizadas em 2 ´rounds´ de 5 minutos cada ( mais 1 ´round´ extra, se necessário ).
Inicialmente também teremos duas lutas de Pro Wrestling nesse show.



Para o MMA, já temos pelo lado japonês o nome de Yoshiaki Fujiwara ( 68 anos ), que fará a sua estreia na modalidade.
Fujiwara é um notório técnico japonês que treinou com Masakazu Funaki e Minoru Suzuki, fundadores do Pancrase.
Ele também já trabalhou pela NJPW, All Japan Pro Wrestling , Pro Wrestling ZERO-ONE , WAR e vária promoções s independentes até 2017.

A nota ainda é passível de confirmação, e não custa lembrar que Wallid não luta desde 2002, mas mantêm um registro de 9-3 no Sherdog, tendo enfrentado nomes de peso como Eugènio Tadeu, Johil de Oliveira e Alex Stiebling, entre outros.

Essa etapa também irá marcar a segunda edição do Jungle Fight realizada fora do Brasil. Houve um evento anterior na Eslovênia, nos idos de 2006.

O Jungle Fight tem sido descrito como “a melhor promoção de MMA em todo o Brasil e na América do Sul” para o Sherdog.com.
O evento também está listado em quinto lugar no “Top 10 eventos de MMA regionais” promovido pelo mesmo portal Sherdog.

No Brasil o Jungle Fight é transmitido na TV Band , nos Estados Unidos é transmitido pela ESPN3 e pela ESPN Sports . Na América Latina ( países de língua espanhola ) , é transmitido pela ESPN.

Wallid Ismail encerrou afirmando que “é hora de voltar com força total e trabalhar para que o MMA volte à crescer no Japão e para que lutadores do país, bem como do Brasil tenham mais representantes no UFC, que como todos sabem, é a copa do mundo das artes marciais.”

Por seu turno, Antonio Inoki, produtor dos torneios, disse que queria enviar uma mensagem do alto do ringue, como se o mestre de Miyakeyama tivesse enviado uma mensagem.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa

Um comentário em “Wallid Ismail reata parceria com o ex-Senador japonês Antonio Inoki

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + dezoito =