Colosimus garante: ‘este foi o Circuito Desafiante mais animal de todos os tempos’

Fonte: espn.com.br – Gabriel Melo

Depois de cinco semanas recheadas de intensos confrontos, a Fase de Classificação da primeira etapa do Circuito Desafiante chegou ao fim. Para Diniz “Gruntar” Albieri, “a fase de pontos foi bem positiva”. “Tivemos partidas interessantes e, principalmente, muito equilíbrio, tanto na parte do alto da tabela, quanto na parte de baixo”, analisa o narrador, que completa: “o fato de que os Playoffs só foram completamente definidos no último jogo da última rodada mostram isso”.

O comentarista Brunno “Colosimus” Colosimo acompanha o companheiro de transmissão: “[a Fase de Classificação] terminou como a gente esperava: três times brigando pela parte de cima da tabela e outras três, pela parte de baixo”. Para o profissional, o meio da Operation Kino (OPK), Júlio “Nosferus” César, foi a “grande surpresa positiva” desta etapa: “a gente tinha alguma dúvida quanto a ele no início, sobre o que iria mostrar. Contudo, o jogador segurou a pressão 100% e tornou-se um dos principais nomes do time”.

O “equilíbrio das equipes de ponta”, o meio do Flamengo eSports, Daniel “Evrot” Franco, e a “evolução no gameplay” mostrada por muitos jogadores durante a competição marcaram a temporada regular do “Circuitão” na visão de Gruntar. “No meio de tantas estrelas, ele acabou se destacando e dando força ao Flamengo”, aponta o narrador.

Já a espetacular apresentação do topo da 5Fox E-Sports, Francisco “Duclou” Duclou, contra a Ilha da Macacada Gaming (IDM Gaming) na Semana 2, a vitória da Iron Hawks no segundo jogo da série contra o Flamengo e o “duelo de titãs” protagonizado pelo Rubro-Negro e pela OPK foram os principais eventos da primeira parte desse “Circuitão” na opinião de Colosimus.



“A primeira série em que a gente viu uma fragilidade da OPK, que foi também a primeira vez que vimos o Flamengo jogando de forma incisiva. Acho que foi um jogo que marcou o real potencial dos Rubro-Negros e, porque não, como desmantelar a Kino”

Brunno ‘Colosimus’ Colosimo

O MAIS DISPUTADO ?

Por conta da grande presença de jogadores experientes – e que até disputaram o Campeonato Mundial da modalidade – e de equipes que já participaram do Campeonato Brasileiro (CBLoL), a etapa que abriu o calendário da 2ª divisão brasileira está sendo considerada por muitos como “a mais disputada de todos os tempos”.

Brincando com o fato de todas as participantes terem animais de mascotes, Colosimus crava: “foi a etapa mais animal de todos os tempos”. Gruntar revela achar “engraçado” o meme do “mais disputado de todos os tempos”, mas afirma que “não tem como negar que o torneio foi disputado”.

“É a primeira vez na história do Desafiante que o torneio é, literalmente, decidido na última rodada”, aponta o comentarista. “A gente entrou na quinta semana sem saber quem eram o primeiro e sexto colocados. Tinha três classificados e tudo mais, mas a tabela estava em aberto. Isso foi algo sem precedentes no Circuito Desafiante”, analisa.

CLASSIFICAÇÃO

EQUIPES                         PONTOS                  VITÓRIAS                         EMPATES                 DERROTAS
Operation Kino                 11                             3                                        2                                0
Flamengo eSports            11                            3                                         2                                0
T Show                             10                            2                                         2                                1
IDM Gaming                      4                             1                                        1                                 3
Iron Hawks                        2                             0                                         2                                3
5Fox                                  2                             0                                         3                                2

FLAMENGO: EXPECTATIVA X REALIDADE

A presença de um dos mais tradicionais clubes de esporte do País também marcou a primeira etapa do Desafiante. O Flamengo investiu pesado, montando um elenco recheado de estrelas do cenário, fazendo com que assim a expectativa em torno do time fosse alta. Mas será que o Rubro-Negro conseguiu fazer tudo aquilo que esperavam dele?

Gruntar não acha “que o Flamengo tenha feito uma campanha ruim”. Para o narrador, “foi uma boa campanha, só não foi arrasadora, o que é compreensível devido a qualidade de alguns times”. “Acho errado dizer que a equipe ficou devendo já que soube sair de situações adversas e dar a volta por cima em alguns jogos que poderiam ter comprometido a classificação”, aponta.

“É inegável que a expectativa do cenário como um todo era bem alta em torno do Flamengo, mas todo mundo sabia também que a T Show e a OPK poderiam dar trabalho a eles, o que acabou acontecendo e o que mostra para todo mundo que a gente está com um nível muito forte no Circuito Desafiante”, analisa Colosimus.

CAMPANHA FLAMENGO

RODADA                              CONFRONTO
1ª Rodada                            2 – 0 contra IDM Gaming
2ª Rodada                            2 – 0 contra T Show
3ª Rodada                            1 – 1 contra Iron Hawks
4ª Rodada                            1 – 1 contra Operation Kino
5ª Rodada                            2 – 0 contra 5Fox E-Sports

“Para mim a melhor apresentação do Flamengo foi a partida arrasadora sobre a OPK e o pior, a demora para vencer a 5Fox na última série”

Diniz ‘Gruntar’ Albieri

E OS DEMAIS PARTICIPANTES?

Além do Flamengo, outras cinco equipes também disputaram a competição. Duas ex-CBLoL, T Show e Operation Kino, e o trio formado por 5Fox, Iron Hawks e IDM Gaming que sonha em, um dia, chegar à elite nacional. Gruntar afirma que “gostei do que vimos na maior parte dos times” e que, “de modo geral, todos eles cresceram desde a primeira semana do torneio”.

“A T Show melhorou muito nas últimas rodadas e vem para a semifinal com real condição de vitória. A Kino tem um excepcional conjunto e uma revelação muito interessante que é o Nosferus na rota do meio”, analisa o narrador. O profissional aponta ainda que “não gostei muito do campeonato da 5Fox”: “era um time novato, que fatalmente sentiria a pressão, mas acredito que tenha sido muito prejudicado pela constante alteração de jogadores durante as séries”.

Colosimus acredita que “todos os times jogaram mais ou menos como se esperavam”. De acordo com o comentarista, “a OPK apresentou-se com um jogo controlado e redondinho; a T Show com aquele estilo para dar recursos ao Krastyel e ao Duds; a 5Fox, que era nossa incógnita, jogou até bem, apesar dessa lógica de ter dez jogadores possa ter atrapalhado um pouco”.

O profissional analisou também o desempenho da Iron Hawks: “a equipe teve alguns claros problemas na formação, tanto é que o Klaus ia começar, mas acabou saindo e voltando só no meio do Split”. Na opinião de Colosimus, se os Falcões “tivessem jogado com Klaus e k0ga desde o começo da etapa, o resultado da Iron teria sido bem melhor” já que se tratam de dois “mais calejados, que estão no ‘Circuitão’ há mais tempo, já jogaram presencial e sabem como tudo funciona”, enquanto “Sora e Killuard são jogadores que estão entrando agora nessa pegada do Desafiante”.

MATA-MATA

Começa a ser disputada nesta quarta-feira (28) a Fase Eliminatória da primeira etapa do Circuito Desafiante. IDM Gaming e Operation Kino abrem o mata-mata, em confronto marcado para as 17 horas (horário de Brasília), enquanto Flamengo e T Show fazem a última série que antecederá a decisão do torneio na quinta-feira (29), no mesmo horário. Já o campeão será conhecido no sábado (31).

IDM, Hawks e 5Fox foram as equipes que entraram na última rodada da temporada regular ainda brigando pela quarta vaga no mata-mata, que acabou ficando nas mãos da Ilha. Na visão de Gruntar, “IDM e Iron Hawks tinham condições de brigar pela vaga já que a IDM era um time muito promissor, mas não teve um campeonato fácil”. “Eles ganharam mais uma chance para seguinte em frente, vamos ver o que conseguem fazer”, analisa o narrador.

Para Colosimus a última vaga “estaria em boas mãos” se qualquer um do trio tivesse passado. O comentarista, contudo, acha “que [a vaga] ficou com o melhor dos três times no fim das contas”. “A 5Fox era muito crua, a Iron possuía alguns problemas que ainda tinha que acertar e a IDM é um time que está em pleno crescimento, com jogadores se firmando, crescendo cada vez mais e se tornando promessa para as próximas etapas”, analisa.

O campeão e, consequentemente, o time que sobe diretamente para a próxima etapa do CBLoL, assim como também a equipe que lutará pela segunda vaga na série de Promoção serão conhecidas nesses próximos quatro dias. Das seis participantes, quatro continuam vivas na competição.

Gruntar espera da OPK “consistência e tranquilidade para enfrentar a IDM” já que trata-se de um time que tem “um elenco muito forte, com jogadores de destaque em todas as posições”. Por outro lado, o narrador afirma que a Ilha da Macaca “vem como zebra nessa fase final”: o elenco “prometia bastante, mas não conseguiu jogar tão bem as partidas”.



Na opinião do profissional, o Flamengo “terá uma batalha pela frente contra a T Show”. O narrador completa dizendo que o “elenco super experiente deu conta de resolver problemas dentro das pratidas e tem muito potencial, porém precisa acertar algumas situações de fragilidade, principalmente na rota inferior, que vem sofrendo com o foco dos adversários”.

“A T Show cresceu muito nas últimas semanas e, com o Duds e o Ceos voando, tem chances de bater o Flamengo, principalmente se o Nyu brilhar na decisão, como no ano passado”, aponta Gruntar.

“Vejo a IDM como franco atiradora. O que a equipe conseguir nesses Playoffs é o melhor para eles. Acredito que as chances deles sejam pequenas, mas o time não pode ser menosprezado porque podem surpreender. Entram nos Playoffs sem muita responsabilidade”

Brunno ‘Colosimus’ Colosimo

De Flamengo, Operation Kino e T Show, Colosimus vê “a Kino num passinho a frente desses outros dois concorrentes por tudo o que apresentou nesse campeonato” já que é uma equipe que joga “mais de uma forma diferente, com mais de uma composição”. Contudo, o comentarista aponta que na parte presencial “as coisas mudam completamente”. “O Flamengo tem muita experiência, a T Show já ganhou um presencial aqui na Promo Arena”, relembra. “A história muda num presencial e ela pode mudar mais ainda porque dessa vez é uma final em melhor de cinco (md5)”.

Sobre as expectativas que possuem quanto aos confrontos das semifinais, no duelo entre OPK e IDM, Colosimus vê a “Kino como favorita simplesmente porque eles passaram em primeiro e também porque é a equipe a ser batida no Desafiante”. Já para Gruntar, “Flamengo e T Show terão uma batalha pela frente e tudo pode acontecer”

Questionados quanto a Grande Final que “querem assistir”, Colosimus é democrático dizendo que “quero ver uma decisão onde os dois times faça um confronto de cinco jogos, para fechar com chave de ouro essa etapa”, enquanto Gruntar arrisca dizendo que “OPK deve estar nela”.

“OPK e Flamengo serviria para tirar a prova de qual é o melhor time já que eles empataram na fase regular. OPK e T Show pode ser um confronto explosivo, principalmente se tivermos a expectativa de ver o Nyu brilhando em momentos decisivos”

Diniz ‘Gruntar’ Albieri

Anúncios
In this article

Deixe um comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.