Fabricio Werdum fez rápida transição das costas para o braço, levando Walt Harris a bater em desistência (Foto: Getty Images)

Fabricio Werdum fez rápida transição das costas para o braço, levando Walt Harris a bater em desistência (Foto: Getty Images)

Não foi um dia fácil para Fabricio Werdum. Cerca de três horas antes de sua luta contra Derrick Lewis, o brasileiro foi informado de que o adversário estava fora do combate. Sem opções, após dois meses de preparação para o duelo, o gaúcho aceitou de última hora enfrentar Walt Harris, que tinha luta contra Mark Godbeer no card preliminar do UFC 216. E o duelo durou apenas 1min05s. Foi o suficiente para Werdum conseguir a queda, pegar as costas do adversário e encaixar uma chave de braço, fazendo Harris bater em desistência.

– Eu estou muito feliz por ter encontrado um adversário, mas aceitei lutar em cima da hora porque essa é a minha vida, é o que eu amo fazer.A luta do Overeem ficou no passado. Agora eu quero Stipe Miocic. Estou aqui, quero meu cinturão de volta! – declarou o brasileiro ainda dentro do octógono.

Conforme havia revelado para o Combate.com no início da semana, “Vai Cavalo” entrou na arena do UFC 216 com o hino do Grêmio, como forma de homenagear Alceno, avô de sua esposa, Karine Groff, que faleceu recentemente. Segundo colocado no ranking peso-pesado, ele enfrentou um adversário que não estava nem no Top 15.

Werdum vinha de derrota por decisão dividida para Alistair Overeem, em julho. Aos 40 anos, ele tem um cartel de 22 vitórias, sete derrotas e um empate. Já Walt Harris agora chega a 10 vitórias e seis derrotas na carreira.

Fonte: sportv.globo.com

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios